Por: Anderson Kreutzfeldt | 4 anos atrás

O Juventus até começou bem a partida contra o Marcílio Dias ontem, pela quinta rodada do hexagonal de rebaixamento do Campeonato Catarinense. Porém, a expulsão do zagueiro Sandro Muller no fim do primeiro tempo, em um pênalti polêmico – quando estava 1 a 1 -, mudou o panorama da partida e o Moleque Travesso saiu goleado humilhantemente de campo, em Itajaí, por 6 a 1.

Este foi o segundo placar elástico que os jaraguaenses sofreram para o Marinheiro. Na primeira fase do Estadual, o Marcílio venceu por 4 a 0. Além disso, o resultado representou a maior goleada da competição até o momento.

O único gol do Juve foi marcado pelo próprio Sandro Muller, de cabeça, após cobrança de escanteio. Anderson Lopes (2x), Tauã (3x) e Schwenck anotaram os tentos itajaienses. Com o revés, o tricolor caiu da segunda para a quinta colocação na tabela, com sete pontos, entrando na zona de rebaixamento pelo saldo de gols.

“O resultado foi horrível. Viemos querendo pontuar, mas eles estiveram com um a mais durante todo segundo tempo, onde tentamos empatar, mas infelizmente não deu e tomamos os gols”, disse o zagueiro Lucas Staudt.

“Ficamos tristes, por ter feito um jogo muito bom até a expulsão e a penalidade máxima”, lamentou Milton do Ó, que novamente teve que promover modifi cações na equipe e foi para campo com Maurício; Sebá, Sandro Müller, Lucas Staudt e Rodrigo Crasso; Neto, João Antônio, Lito e Jonathan; Esquerda e Jabá.

O Marinheiro, de Guilherme Macuglia, alinhou com Rodolpho, André Luiz, Diego Bispo, Toninho e Márcio Careca; Serginho, Carlinho Santos, Thoni e Léo Franco; Anderson Lopes e Schwenck.

Agora, o Moleque Travesso volta a campo no próximo domingo (23), quando enfrenta mais uma vez o Marinheiro. A partida é válida pela primeira rodada do returno e acontece às 16h, no Estádio João Marcatto. Além de Sandro Muller, a equipe terá o desfalque do atacante Paulinho, expulso no fim da partida.

via @OCPonline