Por: Max Pires | 09/08/2010

O vereador Justino Pereira da Luz (PT) questionou na sessão da última quinta-feira o consumo de álcool na Stammtisch, a grande festa ao ar livre que reuniu cerca de 100 confrarias e milhares de pessoas no no dia 31 de julho, no calçadão da rua Marechal, em Jaraguá do Sul.

Justino leu e-mail de autoria do bancário Alexandre Fernandes Ruysam, que circulou pela cidade e foi publicado em alguns jornais, onde o mesmo questiona a festa regada a milhares de litros de chope como um mau exemplo. O autor, em sua argumentação, lembra que o consumo de álcool é frequentemente visto como desencadeador de problemas familiares, brigas e acidentes, além de que é uma droga, socialmente aceita, mas droga. E que o consumo em público diante de crianças e adolescentes poderia incentivá-los.

Ele também disse que não é contra a festa, mas defendeu que a mesma ocorra em um local específico. Citou como ideais a Arena Jaraguá ou o Parque Municipal de Eventos, hoje devidamente pertencente ao município, com aval da Câmara. Por fim, Justino lembrou o amontoado de lixo gerado no evento. Ele sugeriu que as pessoas que geraram tal lixo, os recolhesse e não deixasse espalhado. “Com a lei seca em vigor, vi muitos motoristas fazendo zigue-zague pelas ruas, felizmente não ocorreu algo mais grave”, destacou.

Os organizadores da festa reiteram que o caráter de integração é o que vigora, esclarecem que a limpeza fica a cargo do município, segundo acordo feito, e que a grande maioria – pessoas que sabem se comportar e são comedidas – não passa por situações constrangedoras em um evento como este.