Por: Max Pires | 8 anos atrás

De volta aos treinos depois de conhecer sua primeira derrota na Liga Futsal 2010 no último sábado, em Orlândia (SP), o preparador físico João Romano fala sobre a rotina de treinos da Malwee/Cimed antes de mais uma partida dura em casa, desta vez com a equipe do V&M Minas, de Belo Horizonte (MG), nesta terça-feira (4), às 20h15, na Arena Jaraguá.

Foram 14 horas de viagem para voltar do interior paulista, com chegada por volta das 11h00 do domingo. O período da tarde foi de descanso para os atletas, mas nesta segunda-feira (3) a rotina de treinos voltou ao normal para os jaraguaenses. Os jogadores que não participaram do jogo de sábado treinaram com bola no período da manhã. À tarde todos fizeram trabalho físico na academia.

De acordo com o preparador físico João Romano, fazer os jogos em casa na segunda ou terça-feira, como é o caso da Malwee/Cimed, faz com que as atividades visem mais à recuperação que o ganho. “Quando se joga em casa segunda ou terça, mal se pode recuperar os jogadores, pois menos de 24 horas após o retorno de uma viagem longa já é necessário treinar, e ainda assim há pouco ganho. O objetivo é recuperação.”

Ainda de acordo com Romano esta situação prejudica o condicionamento físico do grupo. “O conjunto vai diminuindo pela falta de opções de treino. Efetivamente apenas quinta-feira pela manhã é dia de ganho quando se joga fora no sábado, pois à tarde o time viaja.”

Para o confronto de terça, que reeditará a emocionante final da Superliga, primeiro título conquistado pela Malwee/Cimed em 2010, o treinador Fernando Ferretti poderá contar com o retorno de Falcão, Tiago e Chico, que ficaram em Jaraguá do Sul (SP) aprimorando o condicionamento físico. Já Lenísio, Bruno Souza e Xande seguem em tratamento,  sob os cuidados do fisioterapeuta Renato Jorge.