Por: Gabrielle Figueiredo | 2 anos atrás

Segue artigo publicado por Daniel Filho no site O Correio do Povo

O jaraguaense Rafael Oening, 21, ganhou medalha de excelência na WorldSkills Competition, apontada como a maior competição de educação profissional do mundo.

Entre 34 países, ele ficou em quarto lugar na categoria “gestão de sistemas de rede”. O evento foi realizado em São Paulo de quarta-feira, dia 12, até domingo, dia 15, e reuniu 1.189 estudantes de 59 países em diferentes áreas de atuação.

Foto: José Paulo Lacerda/CNI

Foto: José Paulo Lacerda/CNI

Nos quatro dias de atividade, o desafio de Oening foi cumprir provas de implantação e manutenção de um sistema de rede em uma empresa. Os outros competidores da categoria cumpriram a mesma prova e foram avaliados pela agilidade, qualidade e resolução de problemas no desafio proposto pelos organizadores. O estudante preparou-se por três anos para a prova, após ser classificado nas etapas estadual e nacional. Por dois anos, foi contratado pelo Senai de Blumenau para o treinamento à competição.

“Foi tranquilo, a prova não teve muita dificuldade para mim porque eu já estava me preparando. O mais difícil mesmo foi a pressão da competição pelo fato de ser mundial”, avalia o jaraguaense. O desafio exigiu conhecimentos de matemática e inglês, conhecer os processos de instalação e configuração dos equipamentos, conhecer bancos de dados e aplicativos de internet e ter organização, raciocínio lógico e capacidade de análise de problemas e soluções em diferentes sistemas operacionais de computador.

Formado em aprendizagem industrial e curso técnico no Senai de Jaraguá do Sul, concluiu o ensino superior em redes na unidade do instituto em Blumenau. Agora, irá concentrar a atividade profissional em administração de sistemas e consultoria a empresas na área de tecnologia da informação. “O evento trouxe experiência, contato com pessoas da área de vários países e acrescentou bastante”, relata.

Seis catarinenses participaram da competição. Além de Oening, outros dois conquistaram medalha de excelência. A maior premiação do Estado ficou com o estudante Eduardo Kruczkievicz, 19, de São Bento do Sul, que ficou em segundo lugar em tornearia. A delegação brasileira foi composta de 56 competidores e ficou em primeiro lugar na colocação geral do evento.