Por: Gabriela Bubniak | 14/08/2017

Câncer. Esse nome assusta, né? Imagina, então, se o médico te dissesse hoje que você tem câncer. Como seria e como reagiria? Pois, feliz é aquele que nunca precisou ou vai precisar passar por um processo tão inexplicável como esse. Doloroso, invasivo e agressivo, eu diria.

Saber lidar com a situação e ser forte são os maiores segredos, afinal é possível, sim, vencer e continuar vivendo! Mas tudo fica menos difícil quando a gente encontra quem entende. Por isso, a jovem jaraguaense Caroline Chaves, de 22 anos, que está passando por tratamento, resolveu criar um blog para contar como está sendo a experiência dela, os perrengues e as conquistas.

Esta é a Carol em uma das sessões de quimio que está fazendo. (Foto: Arquivo pessoal)

O “Por amor às causas perdidas“, surgiu principalmente para mostrar para as pessoas que o câncer não é o final da vida. E quem quiser contribuir com relatos ou dicas, é só acessar o site, e clicar em “compartilhe a sua história“, ou entrar em contato através da fanpage no Facebook.

Mas ela não criou o blog só pra ela, não. O espaço foi elaborado com a amiga Titânia Trentin, 30, de Curitiba, para que ele seja colaborativo, com depoimentos de pessoas de todos os lugares do país e também dicas, para aliviar o processo.

Clique na imagem para acessar 🙂

“Antes de criar o blog eu procurei muito sobre foruns, sites ou comunidades pra poder falar sobre o câncer, mas não tem. Algumas pessoas isoladas relatam no Instagram ou Facebook, mas não existe um espaço onde a gente possa conversar com sinceridade, então, quero unir várias pessoas, independente do lugar”, explica Carol.

Dá uma olhadinha no primeiro depoimento da Carol:

Hoje quatro pessoas escrevem para o blog, além de Carol e Titânia, tem também o Denilton Bukowski, 25, de São Paulo e a Cristiane Chaves Crepaldi, 31, de Jaraguá também. “Às vezes tudo o que precisamos é nos identificar com alguém e juntos tirarmos forças para levar o tratamento até o final. Altos e baixos virão para todos e o que queremos é vencer essa batalha”, diz Carol.

E eles estão esperando a sua contribuição, viu? Se você tem ou teve câncer, ou passou pelo processo com algum familiar ou amigo, o pessoal vai adorar receber o seu relato. E se tiver dicas, então, de como amenizar todo esse processo, vai ser muito bem-vindo.

E tem bastante gente já envolvida no projeto, todos amigos e envolvidos voluntariamente nessa causa linda elaborada pela Carol. O Luiz Almeida Júnior criou a plataforma do blog, a Luiza Mariana fez o trabalho de design e a Bruna Carvalho é a social media.