Por: Ricardo Daniel Treis | 4 anos atrás

Matéria por Gabriela Bubniak, O Correio do Povo, 9 de março.

pealoisioA primeira etapa do processo de beatificação do padre Aloísio Boeing chega ao fim no próximo dia 17 de março, às 17h. Uma pesquisa sobre a vida civil e religiosa do sacerdote foi realizada no período de mais de um ano, e será encaminhada a Roma, na Itália, para análise. Documentos escritos por Aloísio também foram estudados e serão entregues presencialmente a dois padres e a um postulador de Roma, que farão a aprovação do material, dando fim à etapa.

Oficialmente, em sessão solene, a primeira fase será encerrada na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, no Bairro Nereu Ramos, dois anos após o início do processo, em 17 de maio de 2013. No mesmo dia, às 20h, acontecerá também a Missa de Ação de Graças e, logo após, um momento junto ao túmulo do sacerdote. O salão da comunidade será utilizado para acomodar as pessoas, com um telão para a transmissão da Missa.

De acordo com a coordenadora da causa de beatificação, Irmã Edna Maria Bittencourt, é esperada presença expressiva da comunidade, principalmente pela gratidão. “Foram nove anos em Corupá e 43 anos em Jaraguá do Sul, dos quais 23 foram em Nereu Ramos. A comunidade o conhecia e se lembra dele com muito carinho”, aponta.

Irmã Edna explica que com a documentação indo a Roma, ele se torna venerável. Após isso, e com a comprovação de um milagre, Aloísio passa a ser beato e, diante de um segundo milagre comprovado, ele será finalmente nomeado santo. “A comunidade deve entender a importância do registro das graças e milagres recebidos através do padre, pois muitos acabam não chegando até nós, e quanto mais provas melhor”, afirma Edna.

Em uma vida dedicada ao próximo e a Deus, o padre se tornou inspiração aos fiéis e as placas sobre o sua cripta, no pátio da Igreja, demonstram o reconhecimento das graças recebidas através dele. Foi a comunidade quem sinalizou a vontade de reconhecer o sacerdote como santo, depois de sua morte, no ano de 2006.