Por: João Marcos | 3 anos atrás

A leitura é uma das maneiras mais prazerosas de aprender. Na companhia dos livros, qualquer pessoa tem a oportunidade de viajar, conhecer novas culturas e, acima de tudo, acessar o conhecimento. Por isso, as bibliotecas são espaços de total importância para qualquer sociedade, inclusive, aquelas afastadas dos grandes centros, vulneráveis ou com poucos recursos.

Exposição - foto de Max Schwoelk (5)

Foto: Max Schwoelk

E é neste contexto que a exposição ‘Livros para África’, da Omunga Grife Social, desembarca no Jaraguá do Sul Park Shopping. Entre os dias 15 e 26 de julho, os visitantes poderão apreciar as imagens captadas pelo fotógrafo Max Schwoelk e, ainda, ajudar o projeto, focado na construção de bibliotecas. As fotos retratam a realidade das regiões beneficiadas pela iniciativa, em Angola e Moçambique, e abordam a questão da educação no Brasil e no mundo.

Atualmente, mais de três mil crianças do continente africano são beneficiadas. Além disso, quase 200 professores com atividades diferenciadas focadas no conhecimento, compartilhamento, leitura e valores também recebem colaboração do projeto ‘Livros para África’.

Para ajudar, basta adquirir as camisetas exclusivas criadas por designers catarinenses voluntários comercializadas no local. Com a venda do kit do projeto, no valor de R$ 49,90, além da camiseta embalada em uma caixa personalizada, há um livro com história especialmente criada pelo escritor Jura Arruda e com ilustração de Micheline Moes.

Exposição - foto de Max Schwoelk (3)

Foto: Max Schwoelk

Toda a verba arrecadada é revertida na compra de livros, computadores, móveis e capacitação para professores. O empreendedor social e fundador da Omunga, Roberto Pascoal, conta que há dois anos trabalha com a grife em prol de crianças, jovens e professores de diferentes locais e de extrema vulnerabilidade social. Neste período, três bibliotecas foram construídas: duas no sertão do Brasil (com o projeto Escolas do Sertão) e uma na Angola. A terceira, ainda em fase de instalação, será em Moçambique (projeto Livros para África).

Segundo Pascoal, as bibliotecas são catalisadoras para promover a alfabetização e o engajamento das famílias no processo de educação de crianças e adolescentes em regiões de extrema pobreza. “Nosso trabalho é permanente. Após a implantação das bibliotecas, a equipe de voluntários retorna ao local a cada quatro meses para capacitar e motivar professores”, explica.

A exposição no Jaraguá do Sul Park Shopping conta o apoio do fotógrafo voluntário Max Schwoelk, além da Omunga Grife Social e também dos voluntários selecionados pelo Portal Voluntários Online. A mostra tem acesso livre e pode ser vista no espaço de evento do empreendimento, no piso L1.