Por: Ricardo Daniel Treis | 13/08/2013

A Prefeitura de Jaraguá do Sul fará estudos urbanísticos e paisagísticos no bairro Rio da Luz, tombado como patrimônio histórico e cultural em 2007 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). As pesquisas serão usadas na criação de projetos de melhorias para a preservação da identidade cultural e rural do bairro.

A medida é uma conseqüência de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), que será firmado entre o Executivo, o Iphan e o Ministério Público Federal (MPF). O TAC foi proposto pelo Ministério Público para corrigir falhas na maneira como o tombamento vem sendo tratado no município. De acordo com o procurador do município, Raphael Rocha Lopes, o principal problema foi na comunicação com a comunidade.

Segundo Lopes, os estudos que servirão para elaborar os projetos serão iniciados após 30 dias da assinatura do TAC pelo MPF e pelo Iphan. Os projetos irão conduzir os trabalhos de repaginação do bairro, que poderão alterar itens do ambiente, como ruas, calçamentos e iluminação. “Todas as alterações serão feitas dentro daquilo que o Iphan permitir, para que seja preservada a identidade cultural e rural do bairro”, disse Lopes, destacando o papel de supervisor que o Instituto terá durante a execução dos projetos pela prefeitura.

O prazo para a elaboração dos projetos e a sua execução é de aproximadamente dois anos e meio. “Mas nós queremos concluir os trabalhos em prazo menor que o previsto”, comentou o procurador.

Via OCP Online.


Fantástico! Imaginem só, um bairro inteiro de Jaraguá visitado como atração turística…