Por: João Marcos | 14/01/2015

Depois de um ano de um aprendizado diferente do que era visto na escola, cerca de 30 estudantes do nono ano da rede pública de ensino receberam em dezembro seus certificados no curso de Educação Empreendedora, uma iniciativa do Núcleo de Jovens Empreendedores da ACIJS e APEVI que conta com o apoio da Secretaria Municipal de Educação.

DSC_0035_aulas educação empreendedora

O projeto existe desde 2009, com o objetivo de despertar em crianças e adolescentes o cuidado com a gestão financeira e na orientação à cultura empreendedora. As aulas ocorrem no Centro Empresarial e são ministradas pela professora Iraci Müller. Para o secretário de Educação Elson Quil Cardozo, a participação dos estudantes do nono ano, que a partir de agora ingressam no ensino médio, é uma oportunidade no momento em que começam a definir sua futura carreira. “O importante é ter tranquilidade. Não importa a profissão que escolher, se pedreiro ou empresário, seja bom naquilo que você faz”, ressaltou o secretário no encerramento das atividades.

O secretário lembrou para os jovens as voltas que a vida lhe deu para enfim, descobrir, qual era sua real vocação. “Tenho quatro formações e meu primeiro emprego foi de cobrador de ônibus. Queria ser o melhor cobrador. Depois fui técnico em química, e também queria ser o melhor. Também tive duas empresas até descobrir que o que me fazia feliz, era dar aulas”, observou o secretário de Educação. “O importante é ser feliz naquilo que faz”, complementou.

O coordenador do Núcleo de Jovens Empreendedores, Maico Chiodini, lembrou que ser uma pessoa empreendedora, não implica necessariamente em abrir um negócio ou ter uma ideia de gênio. “É possível ser empreendedor dentro de uma empresa, sugerindo novas ideias”, observou. A coordenadora de ações sociais do Núcleo, Sarah Weber, disse ainda que esta oportunidade era única, uma vez que a disciplina não faz parte da grade curricular normal das escolas.

Para a professora de educação financeira, Iraci Müller, esta é a idade ideal para que os jovens aprendam e recebam dicas de empreendedorismo.

Em 2015, a parceria entre o Núcleo de Jovens Empreendedores e a Secretaria de Educação deve continuar, com o objetivo de ter a Educação Empreendedora atingindo ainda mais alunos.