Por: Ariston Sal Junior | 14/07/2014
Foto Chan (We Art)

Foto Chan (We Art)

Logo que mudei para Jaraguá do Sul, minha tia Leci me intimava quando eu passava férias no RS: “Oh! Marcelo! Quando vais voltar pra cá?”. Acho que ela me via como um brasileiro vivendo nos EUA para juntar algum dinheiro. Porém, foi só ela vir a Jaraguá que não mais me cobrou a volta definitiva.

Em 2013, fui convidado para apresentar nossa cidade num especial do Grupo RBS. Por conta do espaço disponível, algumas partes do que escrevi foram suprimidas e justamente onde eu havia encaixado uma piadinha que reproduzo agora:

Há uma lenda urbana jaraguaense em que a principal característica considerada numa entrevista de emprego é o jeito que o candidato caminha. Não importa a formação, a experiência ou quem indicou, se o sujeito chegar arrastando o sapato, NÃO será contratado.

E esta piadinha é verdadeira, faz parte da cultura da cidade. A própria bandeira de Jaraguá do Sul cita “Grandeza pelo Trabalho” e é este trabalho que fez a cidade ser referência em muitas coisas boas. Já vi muito artista ficar assustado com a grandeza da SCAR e muito esportista de queixo caído ao entrar na Arena Jaraguá.

Já mostramos a nossa infraestrutura para grandes eventos, agora chegou a hora de mostrarmos ao mundo a nossa capacidade de superação com a diversidade cultural das nossas etnias atuando em unicidade. Os nossos vários sotaques falarão uma língua só.

Não me parece haver cidade com maiores condições de retomada do que Jaraguá do Sul. Mais uma vez veremos o povo tomando a frente e sendo solidário. Já vi este filme outras vezes e o final feliz vai se repetir.

Marcelo Lamas, escritor
Jaraguaense há 19 anos