Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Foto Lucio Sassi/OCP

Foto Lucio Sassi/OCP

Bandeiras e enfeites em verde e amarelo faziam parte da decoração de casas e lojas por toda parte, mas as ruas estavam praticamente vazias e silenciosas. Foi assim que Jaraguá do Sul ficou durante o jogo que abriu a Copa do Mundo 2014, às 17h de ontem. Mas o vazio na rua teve um motivo especial, todos estavam na frente da televisão para acompanhar o jogo entre Brasil e Croácia.

O placar final de 3 a 1 para a Seleção Brasileira proporcionou corais de “gol” e muita vibração com a primeira vitória do país do futebol na Copa deste ano. Cada vez que a seleção de Felipão chegava perto da área adversária, todos os corações aceleravam. E naquele quase gol de Neymar, aos 21:30 do primeiro tempo, com bola recuperada por Oscar? A torcida faz “uuhh”. A comemoração não foi menor a cada defesa do goleiro Júlio Cesar.

Pessoas de todas as idades estavam com olhares atentos aos telões ou televisores que transmitiam a partida. A praça de alimentação do Jaraguá do Sul Park Shopping não ficou em silêncio por um minuto sequer e os gols foram comemorados com a mesma emoção dos que tiveram a oportunidade de ir até o estádio do Corinthians, em São Paulo, para conferir a partida de perto.

No Sesc, famílias, funcionários e alunos também se reuniram em volta de uma grande tela instalada na lanchonete da entidade. O empresário Rodivaldo Marchi, 48, e a esposa Mariane Reiner, 46, levaram as filhas Bethina Helena, 5, e Anna Giulia, 13, ao local para curtir a festa junto dos amigos e professores, sem dispensar a pipoca e o suco, claro.

A locutora Luciana Lee, de 41 anos, levou o filho Miguel Afonso Leite, 8, para assistir o jogo com um público maior e acha importante que o menino participe de momentos especiais como este (Foto: Lúcio Sassi)

A locutora Luciana Lee, de 41 anos, levou o filho Miguel Afonso Leite, 8, para assistir o jogo com um público maior e acha importante que o menino participe de momentos especiais como este (Foto: Lúcio Sassi)

Via OCP