Por: Deivis Chiodini | 4 anos atrás

Ronald "Jacare" Souza
Depois de um final de semana atribulado, em que dois lutadores não puderam lutar por problemas no corte de peso (inclusive Renan Barão, pelo cinturão dos galos), o UFC volta nesta SEXTA com um card muito bom! Ronaldo Jacaré buscará vencer o duro Gegard Mousasi e se colocar como principal desafiante nos médios ao vencedor de Weidman x Belfort. Alistair Overeem espera finalmente decolar no UFC no co-main event e mais algumas boas lutas completam o card principal.

No preliminar, dois brasileiros: Rodrigo Damn e Rafael Sapo. Vale conferir o evento. Vamos ao card principal:

 

John Moraga x Justin Scoggins (categoria dos moscas): John Moraga já disputou o cinturão da categoria (acabou finalizado pelo campeão) e viu sua tentativa de retomada ao cinturão interrompida por uma parada médica contra John Dodson. Para se recuperar, ele terá que vencer Justin Scoggins, que também vem de derrota, para Dustin Ortiz. Scoggins é um striker, que costuma usar bem os chutes altos e combinações de socos e joelhadas para controlar a distância. Moraga apesar do bom boxe, deve trocar somente o necessário para então tentar colocar Scoggins com as costas no chão e trabalhar por cima.

Palpite: Moraga tem mais qualidade e experiência que Scoggins e deve levar por decisão.

 

Nik Lentz x Charles do Bronx (categoria dos penas): Uma luta que já aconteceu na categoria dos leves terá sua reedição entre os penas. Na época, após Charles finalizar a luta, ela foi convertida em “No contest” (sem resultado) por uma joelhada ilegal do brasileiro.

Lentz tem 4 vitórias nas usas 5 lutas na categoria e enfrentará Charles vindo também num bom momento, após finalizar Andy Ogle e Hatsu Hioki. O americano é um exímio wrestler e não apresenta grandes ferramentas na luta de pé, priorizando o jogo agarrado seja com controle por cima no chão ou no clinche, com o adversário na grade. O problema é que Charles é um dos melhores grapplers da atualidade, com um jiu jitsu de alto nível, e tentar mantê-lo por perto é extremamente perigoso, mesmo que por baixo, fazendo guarda. Em pé, apesar de algumas falhas no jogo de pernas, o brasileiro mostra agressividade, com boas joelhadas e uso do thai clinche. Charles tem 12 cm de vantagem na envergadura, o que pode ser mais um fator que faça com que o brasileiro controle onde a luta irá se desenrolar.

Palpite: Charles deve impor seu ritmo desde o início e finalizar a luta no 2° round.

 

Joe Lauzon x Michael Chiesa (categoria dos leves): Joe Lauzon é empatado com Anderson Silva como maior papa bônus do UFC (12) e sua presença é garantia de boa luta. Ainda mais quando do outro lado está o carismático campeão do TUF 15, Michael Chiesa. Essa é uma batalha que deve ser travada no chão. Apesar de Chiesa gostar de soltar alguns chutes e socos de pé, é no chão que ele se sente a vontade, derrubando e buscando a finalização. Já Lauzon é mais unidimensional ainda: Seu jogo é todo no chão, onde ele já finalizou 18 lutas. Lauzon é muito bom mesmo por baixo, com boas raspagens e triângulos mortais. Se ele conseguir aproveitar uma das brechas que  Chiesa expondo o pescoço, pode ser fatal. Chiesa deverá ser mais cuidadoso nessa luta e trabalhar mais no ground and pound por cima.

Palpite: Chiesa, sentando a marreta e levando por decisão.

 

Matt Mitrione x Derrick Lewis (categoria dos pesados): Aqui a receita é uma só: Porrada.

Se prepare para uma luta com muitos “mata cobras”, pouca movimentação, guarda alta e reze para ela acabar no primeiro round, por que o gás dos 2 lutadores costuma ser deplorável. Mitrione costuma ainda usar as pernas, com bons chutes nas pernas e altos, devido a sua base no kickboxing. Já Lewis aposta no boxe, com boas sequências no corpo e uso do dirty boxing na curta distância.

Palpite: Aqui, é uma paulada e a luta acaba. Vou de Mitrione no 1° round.

 

Alistair Overeem x Ben Rothwell (categoria dos pesados): O ex cameão do Strikeforce, Alistair Overeem tenta se consolidar na corrida pelo cinturão dos pesados, pós vencer Frank Mir. Já o veterano bem Rothwell vem depois de uma suspensão de 9 nove meses por uso de doping. Rothwell tem uma fórmula de luta bem rudimentar e definida: Queixo duro, boxe alinhado, chutes baixos para preocupar e boom…mata cobra ou cruzadão no queixo! Overeem já é muito mais versado na luta de pé, dono de uma trocação que já o fez ser campeão do K-1, com boas combinações, chutes altos e controle da distância. Na luta agarrada, Overeem leva boa vantagem no clinche, com joelhadas poderosas no corpo, boas quedas e uma afiada guilhotina. O que pode  fazer diferença a favor de Rothwell é o queixo fraco de Overeem, que batendo é um leão, mas apanhando vira gatinho.

Palpite: Overeem não vai dar sopa pro azar, clinchar e finalizar na guilhotina no 2° round.

 

Ronaldo Jacaré x Gegard Mousasi (categoria dos médios): Se Ronaldo Jacaré vencer a próxima luta, ele deverá confirmar sua oportunidade de ser o desafiante ao vencedor da luta entre Weidman x Belfort pelo cinturão dos médios. Para isso, será necessário conseguir superar o duro Gegard Mousasi, que o venceu com uma pedalada no Dream em 2008, no Japão. Mousasi também vem de boa vitória sobre Mark Muñoz e tenta entrar no radar do cinturão.

Os tempos hoje são outros e Jacaré se mostra um lutador muito mais completo que em 2008. Mousasi é um exímio kickboxer e travar a luta de pé pode ser perigoso para o brasileiro, mas seu boxe evoluiu e ele poderá usar o mesmo para encurtar a distância e derrubar Mousasi, que tem como ponto fraco, justamente a defesa de quedas. Mousasi tem um bom nível no chão, com raspagens por ganchos e ataques ao pescoço, mas estar com Ronaldo Jacaré no chão não é uma boa ideia. Um dos maiores lutadores de jiu jitsu da história, Jacaré tem um jogo sufocante, com passagens de guarda constantes, transições espetaculares e finalizações que não dão chance a não ser bater. A melhor chance para Mousasi é manter a luta na longa distância e controlar o rival.

Palpite: Uma luta que começará equilibrada, mas com o decorrer dos rounds, Jacaré tende a impor seu jogo de quedas e finalizará a luta no 4° round.