Por: João Marcos | 6 anos atrás

O Brasil começa a se preparar para a chegada da quarta geração de serviços de telefonia celular. Nesta terça-feira, acontece em Brasília o leilão das faixas de frequência que permitem a oferta nos próximos anos de internet móvel ultrarrápida 4G, com velocidades que podem facilmente ultrapassar dezenas de megabits por segundo. Com o 4G, um filme em alta definição poderá ser baixado em menos de um minuto e as transmissões em tempo real de vídeo não serão mais um tormento como acontece hoje.

Atualmente, a maioria das ofertas de banda larga móvel no País se baseia no 3G, que na prática atinge uma velocidade de até 2 megabits por segundo, mas as operadoras Claro e Vivo começaram recentemente a vender pacotes baseados na tecnologia HSPA+, com picos de 7 megabits por segundo. Chamada de 3G Plus, ou 3GMax, esta internet obviamente é mais cara, funciona em quantidade restrita de smartphones e está disponível em poucas regiões.

A quarta geração que deve chegar nos próximos anos ao Brasil deve funcionar por meio da tecnologia LTE (Long Term Evolution), que é recente no mundo todo e já está disponível nos Estados Unidos e na Coreia do Sul.

R7