Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Reprodução

Reprodução

“Estudo da Área Urbana de Jaraguá do Sul” é a nova nota técnica lançada pelo Instituto Jourdan e que já está disponível no site da prefeitura jaraguaense para consulta (área de Downloads). De acordo com o presidente do Instituto Jourdan, Benyamin Parham Fard, a iniciativa tem por objetivo fornecer informações sobre as características do perímetro, de densidade demográfica, a evolução das receitas urbanas e dos gastos despendidos, pelo poder público municipal, para a manutenção da estrutura urbana de Jaraguá. “Toda ação pública que impacte a qualidade de vida da população deve estar pautada em estudos técnicos que apontem seus impactos positivos e negativos de curto, médio e longo prazo”, argumenta.

Benyamin Fard explica que o estudo buscou entender como ocorreu o adensamento urbano no decorrer da história da cidade, concluindo, por exemplo, que nos últimos trinta anos, enquanto a população triplicou, a área urbana de Jaraguá do Sul cresceu seis vezes. “Em decorrência disso e das exigências constitucionais, os gastos públicos necessários para a implantação e manutenção da infraestrutura urbana na última década cresceram três vezes, enquanto as receitas urbanas territoriais cresceram apenas 1,5 vez, o que criou um desequilíbrio financeiro”, acrescenta.

Segundo o presidente do Instituto Jourdan, nessa condição, entende-se que um maior adensamento urbano produzirá um equilíbrio entre receitas e despesas, plena utilização da estrutura instalada e diluição dos custos urbanos, assegurando que os recursos públicos possam atender os anseios da maioria da população, trazendo, assim, uma melhor qualidade de vida a todos. Ele exemplifica apontando que o baixo custo e a eficiência do transporte público coletivo de uma cidade estão diretamente condicionados à existência de densidades populacionais médias e altas.

Conforme Benyamin Fard, “é importante que os jaraguaenses reflitam sobre o que desejam: uma cidade com qualidade ou com quantidade? Crescimento ou Desenvolvimento?” Para ele, outra pergunta ainda deve ser respondida: “Qual é o adensamento populacional ótimo para Jaraguá do Sul?” Fard salienta que a intencionalidade desse estudo é fomentar a reflexão, a discussão e oportunizar a tomada decisão da cidade àquilo que se deseja para o bem comum.

Via PMJS