Por: Gabriela Bubniak | 12 meses atrás

O Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) lançou o edital que estabelece regras para a seleção de candidatos a cursos superiores por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Apenas em Jaraguá do Sul são 58 vagas oferecidas, mas ao todo são 830 vagas em 20 campi de todo o Estado.

Os jaraguaenses poderão concorrer a vagas para cursos de Licenciatura em Física, Engenharia Elétrica e Curso Superior de Tecnologia em Fabricação Mecânica. O calendário com a data de inscrição, de divulgação dos selecionados, de matrícula e demais etapas será elaborado pelo SiSU e divulgado no início do ano que vem.

Poderão participar estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste ano, que tenham obtido nota igual ou superior a 300 na redação e optado pelo Sisu 2017/1, cujo cronograma ainda não está definido. O documento pode ser acessado pela internet.

A inscrição deve ser feita pela internet na página do Sisu, mas o IFSC alerta que a janela de inscrições ainda não foi aberta, pois o cronograma do Sisu só será divulgado em janeiro.

O candidato deve se inscrever suas opções de vaga na instituição, local de oferta, curso, turno e modalidade de concorrência. O estudante só pode se inscrever em uma modalidade de concorrência no mesmo curso e turno.

Há reserva de metade das vagas para candidatos que estudaram em escolas públicas, subdividas em vagas de acordo com critérios socioeconômicos e raciais.

As vagas estão abertas nas cidades de Araranguá, Caçador, Canoinhas, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Garopaba, Gaspar, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Palhoça, São José, São Miguel do Oeste, Tubarão, Urupema e Xanxerê.

O que não for ocupado no final das chamadas regulares referente a este processo seletivo, será preenchido por meio de lista de espera disponibilizada pelo próprio Sisu.

Caso ainda não sejam ocupadas todas as vagas, elas podem ser preenchidas por estudantes que fizeram o vestibular 2017/1 do IFSC, em ordem de classificação. As vagas disponíveis podem ser consultadas online.

Fonte: G1
Foto: divulgação