Por: João Marcos | 5 anos atrás

A tecnologia desenvolvida por Tony Stark nos quadrinhos e filmes do Homem de Ferro está cada vez mais próxima. O exército norte-americano encomendou uma Tactical Assault Light Operator Suit (TALOS), espécie de armadura que dá aos donos habilidades sobre-humanas, como visão noturna, super-força e resistência a balas.

homem-de-ferro-3-trailer

Os trajes vêm equipados com os próprios computadores de bordo, que devem funcionar mais ou menos como a J.A.R.V.I.S. – mas claro, de forma não tão sofisticada. A assistente dos soldados responderá a determinadas situações e ajudará os “Tony Starks” a ficarem sempre atentos e protegidos em situações de risco.

A proteção será baseada em uma armadura líquida, em desenvolvimento atualmente no Massachusetts Instituite of Technology (MIT). O conceito soa estranho, mas o funcionamento é até lógico: ela passa de estado líquido para sólido em questão de milissegundos quando uma corrente elétrica ou um campo magnético é aplicado.

Com isso, a ideia é tornar o soldado praticamente invencível, capaz teoricamente de passar por uma saraivada de balas. Junto com a proteção, outros recursos da TALOS são regulagem de temperatura – que é medida por uma placa no peito – e da entrada de ar, de forma a evitar que o soldado não sufoque e permaneça em boas condições de combate.

A ideia da TALOS, aliás, não é nova, e vem sendo “namorada” pelo exército norte-americano desde 2012, pelo menos. Em uma feira em fevereiro do ano passado, por exemplo, soldados da Special Operations Command (SOCOM) demonstraram como seria o combatente de 2032. A adoção da armadura já em 2013 é praticamente um passo adiantado em direção ao futuro da guerra. Confira no vídeo abaixo, do site Defense Update, como deve funcionar a Tactical Assault Light Operator Suit.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/P0RvxWRC45E” width=”640″ autohide=”1″]

Via INFO