Por: André Marques | 4 anos atrás

Menu de Heróis não é uma história pronta. Não existem vilões, mocinhos e nem mesmo uma cidade. É uma brincadeira filosófica: só existe um lugar preenchido de coisas. Isopor com chuteira, garrafa com balão, balde com cadeira, realidade e ficção.

Image.1411472786056
Porque ser  “herói”  hoje em dia é  talvez conseguir um espaço para ser o que você quiser. Por mais que isso pareça diferente!  É como se existisse um super-poder… super poder desorganizar, super poder não conseguir, super poder errar, super poder experimentar.  Por isso é uma dança feita de banalidades…preenchida da poesia e beleza das coisas que parecem não fazer sentido, que nos tiram da ordem, do controle dos horários e roteiros. Brincar quando se é pequeno, é fazer aquilo que o corpo precisa, de um jeito que a gente ainda nem sabe.

A apresentação acontece hoje, dia 23 de setembro, no teatro do SESC. A entrada é livre.