Por: João Marcos | 4 anos atrás

Na manhã de hoje ao abraçar minha avó pelos seus 65 anos ela me pareceu meio receosa, ou melhor esperançosa. Esperançosa de que eu aprontasse algo, já que no ano passado eu armei uma arapuca e larguei ela lá de cima do morro do Boa Vista (!!!) num voo de parapente totalmente surpresa para comemorar seu último aniversário.

Me olhou como quem perguntasse: – E hoje meu neto, qual vai ser?

O pior é que ela está a semana toda gripada e, nem assim perde essa alegria e vontade de viver, mesmo após perder seu parceiro de caminhada por quase 50 anos no ano passado, ela continuou assim. Forte tal qual uma fortaleza, onde a família toda se inspira e se espelha.

Tudo que eu pude dizer no momento foi calma véia e, obrigado. Obrigado por existir, por ser assim e por estar aqui. Eu te amo!

Agora, pra quem não viu a treta que rolou no ano passado, to colocando esse vídeo aqui mais uma vez. Só que agora bonitinho, editadinho e com áudio bala:

ps1: Dona Preta passa bem, e segundo a própria, esse foi um dos melhores dias da vida dela.

ps2: Foi mal a melação aí e a republicação desse vídeo mas, quando se trata de família meu amigo. A casca quebra.