Por: João Marcos | 3 anos atrás

Segue o artigo escrito pelo voador e proprietário da empresa Sol Paragliders, Ary Carlos Pradi:

482631_561708123847170_1800513135_n

Com a construção da estrada de acesso ao Morro da Boa Vista (conhecido também por Morro das Antenas e Senhor dos Vales), no fim da década de 1970, criou-se a condição para que Jaraguá do Sul viesse a se tornar um polo do voo livre conhecido nacionalmente e internacionalmente.

Em 1979, um dos pioneiros da asa delta no sul do Brasil – o alemão chamado Karl veio a Jaraguá do Sul e realizou diversos voos sem contar com qualquer infraestrutura, decolando da beira do penhasco antes das antenas – nos meses seguintes, pilotos de asa delta de Itajai e Florianópolis começaram a visitar a cidade e, em 1982, construiu-se as primeiras rampas específicas para as asa deltas.

—–
LEIA TAMBÉM: 5 coisas das antigas que você provavelmente não sabia sobre o Morro das Antenas
—–

Neste tempo foram realizados também os primeiros eventos do campeonato catarinense, desde então realizados todos os anos. Em 1982 os jaraguaenses começaram a se interessar pelo esporte – Antonio Weinfurter, Decio Marcelino, Marcio Mielcke e Ary Carlos Pradi foram os primeiros pilotos da região. Em 1985 foi fundado o Jaraguá Clube de Voo livre. Em 1988 foi realizado o Campeonato Sul-Brasileiro de Asa Delta em Jaraguá do Sul, marcado como um dos maiores eventos realizados no Brasil até então.

Galera do JCVL plantando GRAMA no morro em 2007

Galera do JCVL plantando GRAMA no morro em 2007

O Parapente apareceu pela primeira vez na região pelas mãos do empresário Walter Weege, em 1989. O esporte recém tinha sido descoberto na Europa, em 1986, e chegou ao Brasil nos dois anos seguintes, através de brasileiros que conheceram o esporte nos alpes europeus. Visto com certa resistência na época pela pouca performance e por parecer mais um salto de para-quedas de uma montanha do que um equipamento voador, o esporte evoluiu e, em pouco tempo, Jaraguá do Sul também virou a referência em nível nacional e internacional.

1989_walter_weege

Com a fundação da SOL Paragliders em 1991 e sua internacionalização o número de praticantes e visitantes vem crescendo ano a ano. Pilotos dos mais diferentes lugares do mundo já visitaram a cidade e praticaram o voo livre por aqui. Canadenses, japoneses, alemães, austríacos, franceses, turcos, ingleses, americanos, suíços, israelenses, sul-americanos, entre outros. Mais de 500 estrangeiros visitam anualmente a cidade para voar e conhecer a região.

—–
LEIA TAMBÉM: O dia em que minha avó voou de parapente
—–

O Jaragua Clube de Voo Livre (JCVL) tem sua sede junto à pista de pouso na Ilha da Figueira. O Morro das Antenas é, além de uma referência ao vôo livre em todo o Brasil, um ponto turístico em que visitantes e apreciadores do esporte e da natureza sobem todos os dias para apreciar a paisagem da serra ao mar, a cidade e o voo livre.

Sitio de Voo

topo_antenas

O JCVL possui uma área homologada para a prática do vôo livre. Esta área é denominada “Sítio de vôo” e a área triangular demarcada no mapa das imagens abaixo demonstram o nosso sítio de vôo.

Se desejar, você pode fazer o download do arquivo com as informações das coordenadas do sítio para visualização no Google Earth.

Nosso sítio compreende duas decolagens e dois pousos sendo eles:
– Decolagem Morro das Antenas – 26 30 947 S – 049 03 185 W
– Pouso sede na Ilha da Figueira – 26 29 305 S – 049 03 704 W

– Decolagem Morro da Malwee – 26 31 391 S – 049 09 266 W
– Pouso Malwee – 26 31 342 S – 049 08 161 W

Assim nosso sítio tem limites com as seguintes coordenadas e limite de altura em 3000 pés.

(WGS84 DD.MM.MM)
– Guaramirim – 26 27 810 S – 049 00 969 W
– Jaraguazinho – 26 33 642 S – 049 15 731 W
– Massaranduba – 26 37 836 S – 049 04 688 W