Por: Ricardo Daniel Treis | 8 anos atrás

O transporte público de Jaraguá do Sul novamente foi tema de debate na Prefeitura. Na tarde de ontem, a União Jaraguaense das Associações de Moradores (Ujam), representantes da Viação Canarinho – responsável pelo transporte coletivo em Jaraguá – a prefeita Cecília Konell (DEM) e o procurador do município, Mário Sérgio Peixer, discutiram o assunto. A Prefeitura descartou a demolição do Ginásio Arthur Müller para construir um novo terminal urbano no Centro.

O presidente da Ujam, Agostinho Zimermann, comemora a posição da Prefeitura. “Nunca concordamos com a construção de um terminal naquele local. Temos que pensar no futuro da cidade. Com a população crescendo, daqui uns anos, o espaço do Arthur Müller não iria comportar muito mais ônibus. Espero que esta posição seja mantida”, afirma.

Agostinho voltou a cobrar a construção dos 11 miniterminais de ônibus em diferentes bairros, prevista no contrato de concessão assinado entre a Prefeitura e a empresa Canarinho, em 2006. As obras deveriam ficar prontas em 2008.

Segundo o procurador Mário Peixer, há dois anos, o departamento de trânsito de Jaraguá fez um estudo e concluiu que não haveria a necessidade dos 11 miniterminais.

“Ficou acertado que uma comissão fará um novo estudo para a construção de pelo menos três miniterminais nos bairros”, revela. Ainda não há previsão de quando o estudo vai ser entregue.

O gerente-comercial da Canarinho, Rubens Missfeld, que participou da reunião, prefere não comentar o assunto. “A única coisa que posso afirmar é que todos os questionamentos feitos pela Ujam foram respondidos”, finaliza.


Via AN