Por: Anderson Kreutzfeldt | 03/10/2014

TURMADAMONICA

Em uma escola municipal de Nova Iguaçu, uma professora teve uma surpresa ao recolher as atividades de uma turma que deveria colorir os eternos personagens da Turma da Mônica. Um aluno de descendência afro-brasileira identificado apenas como Cleidison deu a si mesmo a liberdade criativa de colorir os clássicos personagens de Maurício de Sousa de modo que refletisse mais quem ele é, percebendo que nenhum deles se pareciam com ele.

A imagem repercutiu nas redes sociais e passou a ser veiculada em diversos portais de notícia e entretenimento. As crianças tem uma percepção bastante singular daquilo que enxergam ao seu redor. O trabalho do aluno refletia a insatisfação e falta de representatividade nos personagens caucasianos. Discussões sobre cor da pele, classe social e orientação sexual deveriam sempre ser estimuladas nas salas de aula.

PS: a única coisa que faltou foi a professora apresentar o Jeremias pra ele 🙂

1728person_3754Fonte: Literatortura