Por: Ricardo Daniel Treis | 7 anos atrás

 

O futuro das categorias de base do futsal de Jaraguá do Sul começa a ser definido hoje em um encontro entre a diretoria de rendimento da Fundação Municipal de Esportes (FME), o coordenador-técnico do Colégio Evangélico Jaraguá (CEJ), Augustinho Ferrari, e o técnico Renato Vieira, que era responsável pela equipe sub-20 da Associação Desportiva Jaraguá (ADJ) durante a parceria com a Malwee.

Desde 2008, a ADJ mantém apenas categoria sub-20, que dava suporte para o time adulto na disputa dos estaduais e da Liga. “A ideia agora é pegar esses meninos que estão sendo promovidos no Evangélico e mesclar com os garotos do Renato para tentar montar uma equipe competitiva para os Joguinhos Abertos e para a Divisão Especial no ano que vem”, afirma o diretor de rendimento da FME, Idemar Ângelo Tomasi.

Ferrari vê neste momento uma oportunidade de crescimento para os atletas que vêm da base. “Vamos ter de começar do zero, o que não deixa de ser uma nova chance para os meninos. Antes, o acesso deles ao time principal era muito complicado por causa dos grandes jogadores que integravam o elenco. No ano que vem, boa parte desses garotos irá defender as cores de Jaraguá na Divisão Especial”, avalia Ferrari. Mas o treinador chama a atenção para um problema. Segundo ele, com o fim da Malwee/Cimed, os olheiros estão com a atenção voltada para alunos-atletas do CEJ.

“É importante segurar esses atletas, principalmente com idade sub-20. Tenho recebido propostas. As últimas foram nas Olimpíadas Escolares, quando a equipe do Goiás se interessou por dois atletas para o futebol de campo. Outra equipe que demonstrou interesse foi a Krona”, conta Ferrari.

Alguns jogadores que eram da quadra do CEJ estão hoje nos gramados. O caso mais conhecido é do lateral Filipe Kasmirski, que jogou na Seleção sob o comando de Dunga, e agora defende o Atlético de Madrid. “Filipe foi jogador de futsal até 1999 e ganhou muitos títulos estaduais conosco”, lembra Augustinho.

Outros dois garotos fizeram o mesmo caminho. O pivô Kaleu virou atacante dos juniores do Internacional/RS e o ala Jean Deretti é meio-campo da base do Figueirense. 

O vereador Justino da Luz (PT) pediu mais tempo para analisar o projeto da Fundação Municipal de Esportes que pede autorização à Câmara de Vereadores para repassar R$ 350 mil à Associação dos Amigos do Esporte Amador. A entidade mantém a Associação Desportiva Jaraguá (ADJ).

Com o pedido de Justino da Luz, talvez o projeto que pede dinheiro para a fundação não seja votado hoje, na da última sessão da Câmara. O vereador diz que o Legislativo precisa de mais tempo para discutir a proposta. Os R$ 350 mil devem ser investidos na Taça Brasil e Campeonato da Divisão Especial do ano que vem.


Por Emerson Gonçalves, AN