Por: Ricardo Daniel Treis | 8 anos atrás

Coincidência ter publicado este texto justamente na quinta-feira que antecedeu o terremoto no Japão. Confere repost de artigo de junho 2007:

—-

O Planeta Terra tem 4 bilhões e 600 milhões de anos.

Faça de conta que a Terra é uma pessoa com 46 anos de idade. Fazendo a conversão das escalas de tempo, teremos o seguinte quadro comparativo:

– Até os 7 anos de idade, nada se sabe da vida desta pessoa “Terra”.
– Até os 42 anos de idade, sabe-se muito pouco.
– Os dinossauros e os grandes répteis só apareceram quando a Terra já tinha 45 anos completos.
– Os mamíferos entraram em cena nos últimos oito meses.
– Exatamente na metade da última semana, alguns macacos parecidos com o homem evoluíram para uma situação de homens parecidos com macacos.
– Três dias antes de completar 46 anos, a Terra sofreu a última era glacial em todo o planeta.
– O homem moderno surgiu nas últimas quatro horas.
– Há apenas uma hora o homem descobriu a agricultura e se fixou à terra como sedentário.
– A revolução industrial ocorreu no último minuto.
– Nos 60 segundos seguintes, o homem conseguiu transformar um paraíso num lixo. Multiplicou-se como uma praga em todas as regiões, causando a extinção de mais de 500 espécies de animais, e devastou o planeta, à procura de combustíveis fósseis e riquezas minerais.”


Oh sim, nunca tive dúvidas que somos uma virose – e não demora mais de “5 segundos” pra Terra tomar alguma espécie de remédio. Be afraid.

Tirado da página 55 da apostila do Curso de Atualização para a Renovação da CNH da Tecnodata, 6ª edição