Por: Cláudio Costa | 3 anos atrás

A Prefeitura de Florianópolis estuda a ideia de implantar um pedádio ambiental para turistas durante a temporada. A proposta é do presidente da Comcap (Companhia Melhoramentos da Capital), Marius Bagnati, e recebeu aval do prefeito da Capital, Cesar Souza Junior. O modelo seria o mesmo do utilizado em Bombinhas durante o verão.

A intenção é adotar a cobrança eletrônica de R$ 23 por veículo de visitante vindo de fora da Grande Florianópolis. O sistema seria instalado na sede do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (foto), na subida do morro da Lagoa e no Rio Tavares. A cobrança seria feita apenas uma vez por temporada. Com a fotografia da placa do veículo, a fatura será encaminhada ao endereço do motorista.

Segundo Bagnati, a taxa seria paga por quem vai usufruir do patrimônio natural da Ilha de Santa Catarina e não teria impacto sobre residentes da Grande Florianópolis. Toda a verba arrecadada seria usada para custear serviços extras de limpeza urbana e segurança, hoje custeados pelos contribuintes da Capital.

As dificuldades na locomoção, aumento de preços e sobrecarga nos serviços públicos, enfrentadas pelos moradores durante a temporada, seriam compensadas de alguma forma. De acordo com Begnati, é possível arrecadar R$ 9 milhões, considerando o ingresso de 400 mil veículos no auge da temporada, entre os dias 23 de dezembro e 10 de janeiro.

A verba arrecada com o pedágio sobre os veículos seria utilizada exclusivamente na coleta de lixo – que no período aumenta de 600 para 800 toneladas dia durante a temporada – investimento em melhorias nas praias e repasse ao Estado para suplementar o pagamento das diárias de guarda-vidas e policiais militares.

Fonte: ClicRBS