Por: Deivis Chiodini | 3 anos atrás

UFC175TUFFinale

Como manda o figurino, a semana da independência americana é comemorada em grande estilo pelo UFC. Essa semana em Las Vegas está rolando a UFC Fan Expo, uma mega feira com a presença de lutadores, patrocinadores e tudo que você possa imaginar sobre o UFC. Ainda nesse final de semana teremos o UFC 175 no sábado e as finais do TUF 19 no domingo, tudo no Mandala Bay, onde em 2001 o UFC realizou seu primeiro evento no que se tornaria sua casa mais habitual, Nevada.
Pra não ficar muito extenso, vamos falar sobre as duas lutas de cinturão do UFC 175 e a luta principal do TUF 19. Mas não pense que só isso que você deve assistir, da uma olhada na nossa listinha do que não pode perder:

UFC 175: Ildemar Marajó x Kenny Robertson/ Urijah Faber x Alex Cáceres / Stefan Struve x Matt Mitrione
TUF 19: Robert Drysdale x Keith Berish/ Adriano Martins x Juan Manuel Carreon

Vamos a análise das duas lutas de cinturão e por final o main event do TUF 19:
Ronda Rousey x Alexis Davis (cinturão dos galos feminino): A queridinha do UFC esta de volta e dessa vez contra uma experiente faixa preta de jiu jitsu. Ronda, sempre polêmica, disse que pode derrotar qualquer lutador de BJJ numa luta sem quimono e foi desafiada por várias representantes da arte suave pra depois do UFC. Cuidado Ronda, as vezes ficar quieta é melhor que vender. Voltando a luta, sua oponente, Alexis Davis é uma forte representante da arte suave, com um BJJ de alto nível treinado por César Gracie (o mesmo treinador dos irmãos Diaz, Jake Shields e Gilbert Melendez). No chão ela tem boas condições de defender as posições de Ronda e seu famoso armlock, bem como tentar algum ataque as costas.
Mesmo assim, Ronda segue superfavorita, com totais condições de controlar a luta em cima, na trocação, até se sentir a vontade pra derrubar e cair por cima, aplicando o ground and pound com bom controle de posição, e até numa brecha, com Davis combalida, finalizar. Não vejo maiores complicações para a campeã.
Palpite: Ronda, no ground and pound, por TKO no 2° round

Chris Weidman x Lyoto Machida (cinturão dos médios): Fim da era Spider, chegou a vez de Weidman mostrar que pode ser o campeão dominante que tanto pregam. Já Lyoto Machida tenta ser o 3° homem a ser campeão de duas divisões do UFC (Randy Couture e BJ Penn já conseguiram o feito). Weidman ainda esta invicto na carreira e Machida vem de duas boas vitórias desde que baixou de categoria, sobre Mark Munoz e Gegard Mousasi. Será um confronto de xadrez. Weidman terá que caçar Machida no cage, para encurtar a distância e tentar impor sua mão pesada, porém não tão rápida, ou sua principal arma: o jogo de grappling. Weidman adora trabalhar no clinche, usando os cotovelos e joelhos, até conseguir uma queda. Ele tem boas finalizações e bom jogo de passagem de guarda, mas gosta mesmo é de controlar, fazer postura e soltar a porrada no ground and pound. Já Machida tem uma sólida defesa de quedas, e se derrubado, tem treinado com Rener Gracie seu jogo de guarda, que já era eficiente. Mesmo com esse incremento no chão, uma vez de costas no solo, Machida deve procurar levantar e fazer o que tem de melhor, o seu jogo de striking. Ele deverá aproveitar cada ataque e brecha de Weidman para contra golpear e pontuar, frustrando tentativas de aproximação do americano, até ele se lançar de maneira errônea e Machida ser mais efetivo, buscando o nocaute. Para Machida seus chutes, trabalho de pernas e velocidade serão a chave para vitória.
Palpite: Vai ser uma batalha dos 2 tentando fazer ao oponente entrar em seu jogo, mesmo que por instantes. Mas vou confiar no jogo de controle de Machida, que esta muito forte nessa categoria até 84Kg. Machida levando por pontos.

Frankie Edgar x BJ Penn (categoria dos penas): Dois ex campeões dos leves, voltam a se enfrentar nos penas, após serem treinadores do TUF 19. Nas duas vezes que se enfrentaram Edgar levou a melhor (na primeira numa decisão muito contestada, em que para maioria da imprensa especializada BJ venceu). BJ deve viver o seu ultimo momento da carreira, se aposentando após essa luta, enquanto Edgar, após 3 derrotas, vem de vitória sobre Charles do Bronx. A tônica da luta deve ser a mesma dos combates anteriores, com Edgar usando seu boxe para jogar um maior número de golpes, porém sem tanta potência, enquanto BJ vai boxear pra tentar mandar um mata cobra que coloque Edgar no chão. Os dois vão tentar quedas providenciais, mas que serão difíceis de ser executadas. Uma vez por cima, as estratégias são diferentes. Edgar adora controlar as posições e pontuar no ground and pound, enquanto BJ buscará a finalização, para fechar com chave de ouro sua carreira.
Palpite: Eu adoraria estar errado e ver BJ vencer, mas acho que Edgar vai levar por pontos.