Por: Sistema Por Acaso | 4 anos atrás

Super texto da Meio e Mensagem. Confira:

Não é pelo número de curtidas que a página recebeu (quase três mil até o momento), tampouco pelo número de campanhas veiculadas, mas em três meses no ar já é possível dizer que a fanpage da CP+B Brasil no Facebook é diferenciada.

Longe dos números e métricas que parecem ter a função de validar os bons resultados de uma estratégia, a CP+B constrói um perfil baseado na ausência de estratégia. Com posts bem humorados sobre seus sócios e colaboradores, curadoria de assuntos relevantes para o meio e até mesmo a eleição dos Top Peanuts da semana (espécie de ranking com os melhores assuntos), a agência conseguiu conquistar a atenção do mercado. Prova disso é a quantidade de CVs e portfólios que chegam via mensagens privadas, com candidatos se oferecendo para trabalhar na CP+B. Nem mesmo Chuck Porter, chairman e fundador da rede, passou ileso quando o assunto é descontração.

Para não ser mais um perfil que só fala bem de si mesmo, os fundadores tomam o cuidado inclusive de elogiar trabalho de outras agências para não parecerem caretas demais ao só falarem deles mesmos.

De acordo com os sócios, a página nasceu de uma forma muito instintiva baseado no dia a dia da agência. A equipe inteira pode sugerir o que vai para a página, mas o crivo final é dos sócios. Entretanto, uma das inspirações para os posts vem de Chuck Porter, fundador e chairman da rede, que possui um jeito de não se levar a sério em diversas questões.

Segundo Vinicius Reis, COO, a única consideração feira é ter um conteúdo bom e divertido.”Não seguimos nenhuma fórmula porque isso não seria espontâneo. A gente apostou em um nicho: as agências pedem que os clientes façam um trabalho ousado e são extremamente caretas ao falarem delas mesmas. Ficam sempre no ‘melhor’, ‘a mais’, ‘a tal'”, destaca.

Reis conta que a maioria das mensagens privadas que recebem são sobre CVs e pedidos para eles analisarem a pasta. ” Há muita gente que segue a página, mas não pode curtir para não pegar mal no seu local de trabalho. E isso é um tanto medieval, na nossa visão. O mais legal é que dois clientes chegaram até a gente através do inbox, por gostarem da página”, afirma.

Sobre a CP+B, Reis relata que a agência está produzindo uma série de trabalhos que devem sair no primeiro trimestre de 2015. Entre as contas já anunciadas estão Corona, uma marca de Mondelez, ABInbev e revistas VIP e Quatro Rodas, da Editora Abril.

Fonte.