Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Foto/Reprodução OCP

Foto/Reprodução OCP

Mara Tayana Decker estava desaparecida no feriado foi encontrada morta, em Joinville.

A despedida de Mara Tayana Decker, 19 anos, foi por meio de uma foto. Com caixão fechado, a jovem cruelmente assassinada foi velada por amigos e familiares na tarde deste domingo (04), em Guaramirim. Pelos rostos, rolavam lágrimas, soluços profundos e o estado de indignação.

“Foi uma crueldade o que aconteceu com a nossa Mara. Vamos nos juntar para que isso não fique impune. Mas ao mesmo tempo, precisamos lembrar que não foi só sofrimento, porque tivemos ela entre a gente”, discursou uma das familiares, enquanto centenas de pessoas esperavam para dar o último adeus.

Mara desapareceu na madrugada de quinta-feira (01), após deixar um grupo de amigos em um bar, na Vila Gastronômica, em Joinville. Ela não chegou a casa. As buscas começaram na manhã seguinte. O corpo de Mara foi encontrado em uma casa no bairro Guanabara, na zona Sul, na tarde de sábado (03).

A família de Guaramirim havia se mudado há dois anos. Além dois pais, a jovem tinha dois irmãos mais velhos. Era a caçula da família. Mara estudava Recursos Humanos, e trabalhava em uma clínica de fisioterapia.

Apesar do contato convivência com os amigos da cidade ter diminuído, ela mantinha contato direto. Descrita como uma pessoa comunicativa, Mara era rodeada de amigos. “A gente estudava na mesma escola, nem na mesma sala, mas conversava sempre, mesmo quando ela se mudou. A gente conversava pelo facebook direto”, conta a amiga Sindel dos Santos, 19 anos.

Via OCP Online