Por: Tita Pretti | 4 anos atrás

Essa eu li na BBC e achei interessante compartilhar: o Facebook anunciou uma flexibilização total das opções de gênero em perfis de usuários no Brasil.

Agora, invés de ter apenas “masculino” ou “feminino”, os usuários podem escolher a opção de gênero “personalizado”, permitindo optar por 17 alternativas:

– Cross gender
– Feminino
– FtM
– Homem (trans)
– Homem transexual
– Masculino
– MtF
– Mulher (trans)
– Mulher transexual
– Neutro
– Pessoa trans
– Pessoa transexual
– Sem gênero
– Trans homem
– Trans mulher
– Transgênero
– Travesti

17258015

Ainda assim, é permitido inserir a opção que deseja, caso o gênero não esteja nesta lista prévia. A informação pode se tornar pública ou visível apenas para certos grupos de amigos, escolhidos pelo próprio dono do perfil.

Será possível também escolher o tipo de pronome associado a perfil, optando por masculino, feminino ou neutro. Esse pronome é que irá determinar como o Facebook manda mensagens aos contatos:

Feminino: “Deseje Feliz Aniversário a ela!” / “Duas pessoas curtiram a foto em que você foi marcada”
Masculino: “Deseje Feliz Aniversário a ele!” / “Duas pessoas curtiram a foto em que você foi marcado”
Neutro: “Deseje-lhe Feliz Aniversário!” / “Duas pessoas curtiram a foto em que lhe marcaram”

O Brasil é o 11º país onde esta mudança ocorre desde que estreou, nos Estados Unidos em abril do ano passado – os outros são Espanha, Itália, Alemanha, Reino Unido, Austrália, França, Argentina, Canadá e Dinamarca.

“O usuário precisa de liberdade para se expressar de forma autêntica, e esta novidade permite que a pessoa declare seu gênero como achar melhor”, afirmou o diretor de políticas públicas do Facebook Brasil, Bruno Magrani.

A empresa convidou o deputado estadual Jean Wyllys (PSOL-RJ) para auxiliar na elaboração das novas opções de gênero da rede social.

“Pode parecer uma mudança banal para quem não está envolvido neste universo, mas essa dimensão pública da identidade de gênero é algo muito importante para os transexuais e suas famílias”, afirma Wyllys.