Por: Misael Freitas | 07/03/2017

Conhecidos pela cultura exótica e pelas paisagens paradisíacas, a Tailândia e o Camboja são destinos certeiros para os turistas que desejam conhecer um mundo completamente diferente. Estes lugares também são ideais para uma observação cuidadosa dos costumes e modos de pessoas que já enfrentaram grandes massacres e temem novas insurgências políticas.

Foi com este viés que a jornalista Andressa Pereira e o fotógrafo Rodrigo Arsego embarcaram em uma aventura que resultou na exposição fotográfica “Sanuk”, atração cultural do Jaraguá do Sul Park Shopping de 11 de março a 8 de abril. A mostra conta com uma coletânea de 40 ampliações da Tailândia e do Camboja captadas em janeiro de 2017.

Mesmo Andressa, que sempre foi apaixonada por viagens, se surpreendeu com o que viu. “Estávamos esperando um lugar maravilhoso, com uma história de superação incrível, mas a experiência foi além”, revela. “A maior riqueza do Camboja e da Tailandia são as pessoas”, garante.

Estilo de vida de cambojanos e tailandeses é foco da mostra "Sanuk"

Estilo de vida de cambojanos e tailandeses é foco da mostra “Sanuk”

O nome da exposição foi inspirado no lema budista “Sanuk”, que significa “ser feliz, ficar tranquilo, contentar-se com aquilo que a vida lhes oferece”. É seguindo este preceito que, mesmo falando idiomas diferentes e seguindo costumes distintos, os tailandeses e cambojanos conseguem superar as adversidades.

Entre 1975 e 1979, os cambojanos viveram anos de terror sob o regime Khmer Vermelho. Responsável por um dos maiores genocídios da história, o regime dizimou ¼ da população do país, cerca de 2 milhões de pessoas. Já a Tailândia, palco de 19 golpes de estado nos últimos 70 anos, adotou o luto como forma de expressar sua preferência política, desde a morte do rei.

Segundo o fotógrafo Rodrigo Arsego, a intenção da mostra é lançar um olhar cuidadoso para as humanidades da Tailândia e do Camboja. “Queremos mostrar que é possível fazer um turismo de conhecimento, onde você aprende muito com os lugares que visita”, explica.

Para ele, o comportamento das pessoas e a relação delas com os turistas foi o que mais chamou atenção. “A exposição apresenta as diferenças culturais, mas, principalmente, ressalta aquilo que temos em comum”, afirma o fotógrafo.

Mostra traz uma coletânea de 40 ampliações da Tailândia e Camboja captadas em janeiro de 2017

Mostra traz uma coletânea de 40 ampliações da Tailândia e Camboja captadas em janeiro de 2017

Para os organizadores da mostra, há algo de transformador e muito especial nestes dois países, e é nisso que a exposição Sanuk será focada. “Viajamos em um grupo de sete pessoas e todos voltamos um pouco diferentes depois dessa viagem”, conta a jornalista Andressa.

Rodrigo também é da opinião de que uma viagem como essa provoca mudanças na maneira com que o turista vê o mundo. “Em um determinado momento eu fiquei muito emocionado e chorei bastante”, conta. “Me comoveu a maneira como eles lidam com as situações do dia a dia e entendi como eles seguem com a vida mesmo depois de tanta barbárie”, completa.

A mostra é repleta de imagens que retratam o estilo de vida de tailandeses e cambojanos, focados na alegria, aceitação, gentileza e fé. Um contrataste belo e interessante de povos que, mesmo na dificuldade, encontraram o caminho para a paz.

Serviço

O que: Exposição fotográfica “Sanuk”de Rodrigo Arsego e Andressa Pereira

Quando: de 11 de março a 8 de abril

Onde: espaço de eventos do Jaraguá do Sul Park Shopping

Quanto: entrada gratuita

Fotos de Rodrigo Arsego.