Por: João Marcos | 16/01/2015

O Museu Oscar Niemeyer recebe, desde o dia 6 de novembro de 2014 até o dia 15 de março deste ano, nas salas 4 e 5, a exposição “Genesis”, do fotógrafo Sebastião Salgado.

Com curadoria de Lélia Wanik Salgado, a mostra é o resultado de oito anos de trabalho, com 245 imagens selecionadas, divididas em cinco seções geográficas. Dentro delas, o visitante pode observar as fotografias com temas como montanhas, desertos, florestas, tribos, aldeias, animais. Seu trabalho se mantém forte, focado na temática social, fotografias em preto e branco e bastante contrastadas.

georgia-do-sul-de-sebastiao-salgado-da-serie-genesis-2009-galeria-tempo-1377097279872_956x500

Fruto de mais de 30 viagens, o objetivo do fotógrafo com esta mostra é trazer ao público ambientes que ainda não tenham sido atingidos pela vida moderna e que se mantêm intactos na natureza.

A mostra “Genesis” é dividida em cinco partes, em seus respectivos ecossistemas:

– Planeta Sul
– Santuários
– África
– Terras do Norte
– Amazônia e Pantanal

A documentação, que também resultou em um livro de nome homônimo, já passou por Museus dentro e fora do Brasil. Suíça, França, Itália, Inglaterra e Canadá são alguns países. China, Coreia, Alemanha e Portugal vão receber a mostra em 2015.

Então recapitulando, Genesis de Sebastião Salgado será exibida nas salas 4 e 5 do Museu Oscar Niemeyer em Curitiba, de terça a domingo das 10h às 18h.

O valor da entrada é de R$6 e R$3 (meia-entrada) – menores de 12 anos e maiores de 60 tem entrada franca.