Por: João Marcos | 6 anos atrás

As pessoas que forem, a partir de hoje à noite para a Arena Jaraguá poderão encontrar 85 opções de compras. Elas vão desde imóveis, afiador de facas, colchões, perfumarias, flores, até orientações sobre investimentos financeiros. Essa gama de opções representa parte da força econômica das micro e pequenas empresas da região.

A principal feira desse segmento, a Expo 2012, que vai até o dia 17 de junho em Jaraguá do Sul, é uma espécie de vitrine de várias opções de negócios que se oferecem ao mercado para criar uma aproximação maior com a clientela. O ambiente da Arena se transforma num grande balcão de negócios, distribuídos em mais de três mil metros quadrados de área, com 112 estantes, com a presença de 85 expositores.

O diretor de Negócios da Associação das Pequenas Empresas do Vale do Itapocu (Apevi), Leandro Schmöckel Gonçalves, diz que a feira é uma oportunidade para evidenciar os micro e pequenos empresários que buscam uma aproximação maior com o mercado. Os objetivos dos expositores são embasados na divulgação da empresa e na
possibilidade de potencializar novos clientes. “Muitas empresas vão atingir um público mais limitado. Outras serão alvos de mais atenção, mas tudo é uma boa oportunidade de negócios.

A feira está aberta para todas as classes sociais e isso é um bom espaço para os empresários atraírem os consumidores”, ressalta.Ele destaca que na pesquisa realizada na última edição da feria, em 2010, houve 90% de satisfação dos expositores. “Grande parte se mostrou condicionado a participar novamente. E, nesse ano, temos um equilíbrio de 50% de empresas que se mantiveram na feira e a outra metade de novos participantes”, observa Gonçalves.

A expectativa é que sejam comercializados mais de R$ 10 milhões em produtos. Esse foi o total da última edição da
Expo, realizada há dois anos. A estimativa é que 40 mil pessoas visitem a Arena Jaraguá durante esses dias.

Assista entrevista com mais detalhes do evento:

[youtube_sc url=”http://youtu.be/qqlEqW4PvRQ” width=”640″ autohide=”1″]

Via O Correio do Povo