Por: João Marcos | 11/08/2015

O hype negativo em torno desse filme foi tanto, mas tanto, que me fez ficar curioso em ir assistir só pra poder chegar aqui e dizer “Ah ele não é lá tão ruim assim”, mas é impossível. O filme é realmente ruim. Hauehaue, putaquepariu.

O filme começa bem, numa dinâmica legal. Constrói o Reed Richards como um gênio desde a infância tendo Ben Grimm como seu fiel escudeiro burro, o Johnny daquele jeito “Johnny” (só que agora com a certeza que não conseguirá virar um Capitão América), e a delicinha da Sue Richards com todo seu autocontrole e a incrível habilidade de encontrar padrões em tudo.

Até ae beleza, e quando se tornam o Quarteto, o efeito do Coisa enfim faz ele parecer Coisa de pedra, e não essa borracha aqui, hauhuea:

the-thing-fantastic-four-reborn-30-7-10-kc

É H O R A D O P A U

O efeito do Homem-Elástico, como eu já esperava ficou bem bosta. A Mulher-Invisível usa mais o escudo de força do que a invisibilidade (a partir do próximo filme que eu espero que não aconteça poderá se chamar Mulher-Escudo, ou seilá), e já o Tocha-Humana eles capricharam, deixando os efeitos dele voando bem legais.

Até fui procurar um making-off hoje cedo pra ver o esquema de drones que usaram e tal:

Mas infelizmente não tem Tocha Humana que consegue salvar sua ida para o cinema. Nem ele, e nem o novo visual do Dr. Destino, que esse sim eu achei animal:

drdoom-ft

Você dá uma olhada pro relógio, depois de cansar de tentar se ajeitar na poltrona, e percebe que se passaram 1h30 e absolutamente NADA aconteceu.

É sério.

U M A H O R A E M E I A S E M N E N H U M A C E N A D E A Ç Ã O

Só mimimi de personagem, chororô e o filme de super heróis que eu tava esperando pra ver um reboot desde 2007 quando aquela bomba do Surfista Prateado foi lançada, foi de um filme de ação tosco (mas tão que pelo menos divertia) para um filme nadave de ficção científica com drama, ou qualquer outra coisa boring.

Faltando então uns 20 minutos para acabar o filme, parece que alguém acionou um alarme lá no set e avisou a galera que precisavam acabar essa porra.

E então um filme de ficção científica se transforma, num passe de mágica, em filme de heróis, com pancadaria e superpoderes para todos os lados.

fantastic_four_2015_movie-wide

Em meros cinco minutos, os quatro se transformam numa equipe bem ensaiada, que sabe lutar em conjunto e combinar seus poderes para detonar o malvadão. E passam a se enxergar como uma família. E ainda encontram o momento certo para se posicionarem como um grupo independente de heróis e ainda se batizarem como equipe.

AEAEAEAEAEAE! Acabou, esse éo resumo da maior bomba cinematográfica do ano e se possível, onde eu clico para conseguir minhas 2 horas de vida de volta?

———-
BÔNUS GAME
———-

Não bastasse o filme ter sido uma grande boxxxta, eu vi um trailer no início dele que caras (heuahuea), essa galera só pode estar de sacanagem. Queriam torturar quem estava na sala de cinema mesmo.

Óae:

Ficou óh! Uma merda.