Por: João Marcos | 3 anos atrás

Garra, determinação e talento. As três palavras que melhor definem essa equipe nos últimos anos também resumem o que foi essa Taça Brasil para o Jaraguá Futsal.

fus

Depois de 5 anos atormentados pela sombra do quase, enfim nosso time voltou a figurar campeão no cenário do futsal nacional. Ganhamos o torneio, e ganhamos com propriedade, junto da nossa torcida e dentro de casa.

Não há como negar, aquela vitória faltando 4 segundos sobre o nosso freguês predileto Krona mostrou que ninguém tiraria esse título daqui, nem mesmo o novo time do eterno 12 Falcão.

Esse título além de reanimar e premiar uma equipe que vem fazendo bonito nos últimos anos, também mostrou para o mesmo Falcão que nenhum jogador é maior que o clube.

jaragua-x-sorocaba-22

Não estou questionando a história do craque vestindo nossas cores, pois essa é inegavelmente fantástica e vitoriosa, mas preciso citar aqui o desrespeito que o mesmo mostrou com nossa torcida durante a final… Falcão provocou os torcedores que estavam atrás do banco do Sorocaba, incitou vaias e fez deboche gratuitamente. Uma vez ele respondia às torcidas com jogadas em quadra, dessa vez não foi assim.

Ali estava uma caricatura de badboy que não combina com esse cara, pelo menos não pra nós. E olha que eu curto esse tipo de jogador que não se intimida, vai pra cima e não dá bola pra torcida. Mas nesse caso eu sinto que é diferente, existe um carinho especial entre ele e a nossa torcida que foi ignorado.

– A mesma torcida que sempre o apoiou mesmo quando vestia outra camisa contra nós;
– A mesma torcida que, meses atrás, o viu nos desbancar na semifinal do Nacional e manteve o respeito;
– A mesma torcida que outrora ele jurou amor e gratidão eterna;
– A mesma torcida que espera paciente por mais uma temporada dele por aqui;
– A mesma torcida que, também meses atrás, o aplaudia de pé por ele estrear a Calçada da Fama da nossa Arena.

Na noite de sábado Falcão foi desrespeitoso, provocador e ingrato conosco. Algo que não pega bem pra um ídolo como ele fazer… Talvez por conta do jogo tenso, das provocações dentro de quadra, do fato de seu time estar perdendo, não sei. Mas disse anteriormente e repito, nenhum jogador é maior do que o clube.

Ainda vai rolar muito gol decisivo do Dian, Baranha continuará fazendo defesas incríveis não deixando passar nem wi-fi naquelas traves, Oitomeia ainda vai dar muito rolê de skate pelo piso da Arena… Mas o melhor disso tudo é que o elenco vai provar para o Brasil que o CAMPEÃO VOLTOU. E VOLTOU PARA FICAR!