Por: Sistema Por Acaso | 4 anos atrás

A estrutura é tão grande que pode ser vista do espaço

Por se tratar de um monumento gigante que se estende por mais de 100 mil m²,  a associação com algum tipo de civilização antiga ou até mesmo alienígena é inevitável. Porém após a leitura desta matéria você vai perceber que nem só de pirâmides e areia é feito o deserto do Saara.

O “Desert Breath” – numa tradução livre, “Respiro do Deserto” – é uma instalação artística inaugurada em 1997. A construção foi organizada pelo grupo D.A.ST, que consite de Danae Stratou (artista plástico), Alexandra Stratou (arquiteta e designer industrial) e Stella Constantinides (arquiteta). Segundo eles, a obra foi criada com o deslocamento de 8 mil m³ de areia, arranjados de modo que formassem estruturas cônicas quase idênticas, negativas e positivas, organizadas simetricamente para criar o efeito de espiral.

Os fortes ventos do deserto contribuíram para a natural desintegração da obra.

Embora a ação dos ventos, o Desert Breath ainda pode ser visto através do Google Earth

Algumas imagens feitas logo após a finalização do projeto:

O gigante poço central antes de ser inundado

Abaixo um vídeo sobre a idealização e produção do projeto:

“Desert Breath” | Land Art Installation | By D.A.ST. Arteam, Egypt (1997) from Danae Stratou on Vimeo.

Fonte: Gizmodo.