Por: Misael Freitas | 01/08/2017

Um lugar para você escolher seus produtos, tomar um café ou almoçar sem fugir da rotina de alimentação saudável. Este é o Espaço Vida e Saúde, inaugurado no mês de abril deste ano em Guaramirim. O ambiente amplo e aconchegante é um convite para entrar e aproveitar todas as opções oferecidas.

A loja foge do convencional e traz uma nova proposta para a região, com foco na saúde e qualidade de vida. Além de grãos e chás, o público encontra no Espaço produtos como suplementos alimentares, moda fitness, produtos naturais, buffet de café e almoço saudável.

Os alimentos são feitos com ingredientes especiais e atendem a dietas com restrições, sendo sem glúten e sem lactose. Há pratos low carb e veganos também. “Quem nos visitar, poderá comer algo saboroso e sem preocupações”, destaca o proprietário Antônio Rausisse.

Com o incentivo da esposa Cristiane, ele decidiu apostar no empreendimento após enfrentar um problema de saúde e reconhecer a importância de praticar bons hábitos alimentares.

“As pessoas estão ficando mais conscientes sobre o assunto e procurando alternativas, mas o mercado ainda é pequeno. Este espaço foi pensado justamente para atender a população e ajudar no incentivo de uma vida melhor”, afirma ele.

No buffet de café, delícias como cuca de banana e brownie são alguns dos maiores atrativos. Já para o almoço, sopas, pratos balanceados, saladas, carnes e leguminosas estão entre as opções.

“O que mais surpreende quem experimenta, é que o gosto é muito bom e até melhor do que as versões produzidas com farinha, açúcar refinado e gordura, por exemplo”, comenta Cristiane.

Na parte dos grãos, uma variedade com mais de 200 tipos. Biscoitos, tapioca pronta, chocolates e geleias também integram a lista de produtos do Espaço Vida e Saúde.

A loja fica na Rua Gerônimo Corrêa, nº 20, no Centro de Guaramirim e funciona de segunda a quinta-feira, das 8h às 19h, e na sexta até às 18h.

No entanto, para ampliar o atendimento à população e ser mais uma opção nos fins de semana, os proprietários já estudam a possibilidade de funcionar aos domingos.

 Texto de Dyovana Koiwaski