Por: Max Pires | 8 anos atrás

Material de apoio para o combate ao bullying, qualquer tipo de agressão verbal, física ou psicológica entre alunos, está à disposição dos professores na Secretaria de Educação de Jaraguá do Sul. O gibi e o folheto explicativo foram criados pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que lançou a campanha “Bullying, isto não é brincadeira”.

Segundo a diretora de ensino fundamental, Sirley Maria Schappo, o material deve ser entregue aos alunos somente na próxima semana, depois que as escolas discutirem como vão usar o gibi.

“Queremos que este não seja apenas um material que será colocado na mochila e esquecido. Pedimos para que os diretores discutissem o assunto com os professores e que o gibi fosse usado em alguma atividade”, diz Sirley.

A diretora ressalta que a secretaria tem recebido reclamações de pais sobre essa prática de violência. “Sempre aconselhamos que eles procurem a diretora, a orientação pedagógica e os psicólogos para que se identifique o problema e também a causa. Nossos professores também estão alertas para perceber qualquer mudança de comportamento dos alunos”, conta Sirley.

Se a prática do bullying for identificada, a criança ou a família devem comunicar a escola, um profissional de saúde ou o Conselho Tutelar. Um dos motivos que levaram o MPSC a lançar a campanha foi uma pesquisa do IBGE sobre saúde escolar, de 2009, na qual 30,8% dos alunos entrevistados em 1.453 escolas públicas do País disseram já ter sido vítima de agressões.

Via AN.