Por: João Marcos | 28/01/2015

O viaduto que está sendo construído na Avenida Prefeito Waldemar Grubba tem um novo prazo para ser entregue. A Engenharia e Pesquisas Tecnológicas (EPT), responsável pela obra, enviou nos últimos dias o pedido de prorrogação da data de término da obra ao Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes) e agora a previsão de entrega ficou para fevereiro de 2016. Esta é a terceira vez que a empresa pede o adiamento. A entrega, que inicialmente era aguardada para setembro de 2014, foi adiada para abril de 2015 e, no início desse ano, apontada para dezembro.

Foto: Eduardo Montecino

Foto: Eduardo Montecino

Segundo o coordenador de obras da EPT Engenharia, Nicolau Osprowiski, além dos atrasos nos desvios de rede feitos pela Oi, Celesc e SCGás (Companhia de Gás de Santa Catarina), o motivo que impede alguns trabalhos agora é o mau tempo, com a chuva frequente. Ele explica que para prosseguir, a equipe necessita de uma umidade exata para que o solo possa ser compactado. “Precisamos de,pelo menos, dois dias de sol para poder trabalhar com o aterro armado, que fica entre as placas de concreto”, diz Osprowiski.

Ontem as equipes trabalharam no aterro dos pilares que sustentarão as quatro pistas do viaduto. “O período de inverno foi mais seco, e foi quando conseguimos adiantar as coisas, mas com as chuvas recorrentes fica mais complicado”, acrescenta.

O viaduto custará R$ 5,3 milhões ao Dnit e é erguido entre as Ruas Adolfo Tribess, no bairro Vieira, e Fidelis Stinghen, no Centenário. O objetivo é facilitar o trânsito da BR-280, na entrada da cidade. O projeto foi elaborado pelo Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura) e a execução dos trabalhos é responsabilidade do governo federal.

Via