Por: João Marcos | 2 anos atrás

Jurassic Park foi um marco no cinemas, principalmente se pensarmos em efeitos digitais… A sensação ao ver os gigantescos dinossauros aparecendo e interagindo com os atores do filme foi praticamente a mesma do Dr. Grant (interpretado por Sam Neil) quando vê os monstrengos pela primeira vez.

20523394.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

E é realmente impressionante analisar as cenas daquela época com as atuais e perceber que os efeitos são quase os mesmos. Não há aquela sensação de “meudeusdocéu que coisa foda, agora sim estou vendo os dinos!”.

Confesso que quando anunciaram esse novo filme eu me empolguei e não ao mesmo tempo. Aquele papo de dinossauro inteligente, modificado geneticamente, blablabla me deixou com uma pulga atrás da orelha. Mas cara, os dinossauros estavam voltando, e por si só isso  é legal demais. Ah, e já está garantida uma trilogia, viu?

Jurassic-World-parody_article_story_large

Jurassic World é um filme de ação e perseguição muito bom, equilibrado, tenso e com cenas ótimas. Nada de mais, é praticamente um remake do primeiro filme, mas é bom.

Vou me limitar a esses comentários pra não dar spoiler pra quem ainda não assistiu (inclusive pro Ricardo que vai revisar esse post antes mesmo de assistir ao filme). 😛

Mas pra quem ainda não foi, digo que vale a pipoca e a nostalgia… Afinal, antes os dinos descontrolados perseguiam uma meia dúzia de pessoas, e agora eles tem mais de 20 mil opções no cardápio.

Fecho o post com essa imagem daora aqui: CHo0m8yWcAERieO1

Kevin Feige, presidente da Marvel Studios, tuitou a imagem acima dando os parabéns à Universal, ao Chris Pratt, ao diretor Colin Trevorrow e aos produtores Steven Spielberg e Frank Marshall pelo novo recorde de estreia no fim de semana com Jurassic World – recorde esse que era dos Vingadores.

Porém vale lembrar que essa arrecadação absurda só rolou porque Jurassic World foi lançado simultaneamente na CHINA. Aí, fio… Aí é fácil!

Normalmente os filmes norte-americanos não fazem isso – quem sabe agora, né?