Por: Anderson Kreutzfeldt | 21/08/2014

couple-cover-image-holding-hands

Publiquei esse texto algumas semanas atrás em meu blog pessoal e a aceitação foi tão grande que resolvi trazer para a aldeia de leitores do Blog Por Acaso. Espero que gostem:

De fato, vai aparecer alguém em alguma das esquinas da vida e você finalmente poderá dizer: “Eu realmente ficaria com essa mulher”. Nessa hora, passa um filme com todos os relacionamentos frustrantes que você teve nos últimos anos e você olha para o céu com tom de deboche.

-“Logo eu” – vai pensar.

E nesse momento vai perceber que se agir da mesma forma que sempre agiu aquilo não vai dar em nada.

Seus relacionamentos passados serão seus aliados: nunca, em hipótese nenhuma traga fantasmas de relacionamentos do passado para o presente. Traga, sobretudo, a experiência que tiveste com eles. Não a use como escudo e não tenha medo de se machucar.

Você já deveria ter começado a deixar o passado para trás mesmo quando estava sozinho, mas por algum motivo insistiu nele. A obsessão com seus fantasmas não deve ser permitida.

Sinta o que você sente.

Não sinta o que você sentiu um dia.

Quem quiser acompanhar esse projeto sem fins lucrativos mais de perto pode curtir a página e receber todas as novidades no Facebook: