Por: João Marcos | 5 anos atrás

O Programa de Combate a Dengue da Secretaria de Saúde de Guaramirim registra o primeiro foco do mosquito Aedes Egypti (transmissor da dengue). O foco foi encontrado nesta segunda-feira (25) numa armadilha na área central da cidade, nas proximidades da Rodoferroviaria. A coordenadora do programa, Marister Câmara Canto, informa que todos os imóveis num raio de 300 metros em torno deste local estão sendo visitados para eliminar toda água parada. “Conclamo a população a fazer sua parte. Para controlar a dengue, precisamos combater o mosquito. E para combater o mosquito, temos que acabar com a água parada. Não existe outra solução”, alerta.

Ela ressalta ainda que o mosquito da dengue é um inseto urbano e que se reproduz inclusive dentro das casas, tem preferência por água limpa e parada e deposita seus ovos na parede de recipientes ou materiais que acumulam água (lixo, pneus, lonas, sucatas, etc).  “O ovo do mosquito é resistente e pode ficar vivo por mais de um ano no seco, por isso é importante lavar com esponja, pelo menos uma vez por semana, a bandeja do depósito do degelo das geladeiras, bebedouros de animais, tratar a água das piscinas e lavar as paredes das mesmas no mínimo uma vez por semana”, orienta.