Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Reprodução/Internet

Reprodução/Internet

Quem é que nunca viveu em dieta ou vive na dieta? Eu sempre estou fazendo uma dietinha para perder aqueles quilinhos a mais que incomoda qualquer mulher e hoje em dia esta incomodando ate os homens! Normalmente fazemos a nossa dieta certinha e quando chega o final de semana enfiamos o pé na jaca, seja com comidinhas ou enchendo a cara como eu!

Um estudo bem filho de uma mãe boa, constatou que aquela extravasada que a gente da no final de semana pode engordar um quilo, isso mesmo UM FUCKING QUILO por final de semana (ou mais, dependendo da sua jacada).

A pesquisa foi feita com 2.042 pessoas na Inglaterra e constatou que esse povo todo ficou mais gordinho devido a ingestão de bebidas e também de comidas (imagino ser os petiscos que consumimos quando bebemos), sendo assim o individuo alcança o que se chama de “ponto de inflexão”.

Não vou mentir, mas sempre que eu bebo uma cervejinha eu preciso ter um petisco, e normalmente começo com um amendoim, azeitoninhas, salaminho e quando vou me dar conta já pedi uma pizza pra poder acompanhar na cerveja. É fato que comemos mais quando ingerimos bebidas alcoólicas, porque elas não possuim muitos nutrientes, despertando ainda mais a fome, mas a parte engorda vai de pessoa para pessoa, tudo depende do metabolismo, porque conheço muita gente que bebe pra caramba e continua magrinho.

Quando enchemos a cara no final de semana, o consumo de bebidas alcoólicas no primeiro dia (sábado, por exemplo) chega a media 4.305 calorias, e no dia seguinte continuamos com a nossa bebedeira, porque somos “barra pesada”. No outro dia, alguém pode estar de ressaca e para se recuperar dessa maldita Rê (para os íntimos) somente enchendo a barriga de comida, e normalmente são comidas nada saudáveis, podendo chegar a 2.051 calorias. Sendo assim, um final de semana feliz enchendo a cara e comendo tudo que mais gostamos pode render mais de 6.300 calorias.

No site da Slimming World, é possível fazer o teste para descobrir qual é o “ponto de inflexão” de cada um e ler dicas para evitar os estragos da bebedeira.

Não podemos esquecer da dica que sempre damos a você, beba com moderação e tenha responsabilidade!

Fonte: EXAME