Por: João Marcos | 3 anos atrás

Sou fã declarado do cara, isso não é de hoje. Aguardei ansiosamente até as 22h da noite de ontem para assistir ao lançamento do clipe de “Boa Esperança”, pois não tenho mais MTV. Poderia ter assistido às 19h, but, who cares?

emecida

Pensei em diversas coisas pra escrever sobre ele, mas li uma publicação de Leonardo Araújo para o UoD que resume em foco o que pensei:

Dirigido por Katia Lund e João Wainer, o novo clipe do Emicida, “Boa Esperança”, é um tapa na cara. E este tapa, amigos, está vindo faz tempo.

Um tapa que começou com Rosa Parks sentando onde não podia. Um tapa representado pelos braços negros cor Pantera de Tommie Smith e John Carlos. Um tapa que passou pelo Brasil nas vozes de Tim Maia, Thaíde e DJ Hum e Racionais MC`s. Uma bofetada cantada por Pavilhão 9: “A bomba vai explodir”. Uma revolta bem lembrada pelo Yuka: “Todo Camburão Tem Um Pouco de Navio Negreiro”. É difícil lembrar de uma paulada tão forte quanto essa do Emicida. Talvez o Facção Central manchando de sangue o Espaço Rap da 105 FM? Talvez.

Em tempos de discussões tão afloradas sobre temas sociais, o clipe do Emicida, na verdade, não é um tapa. É um aviso. “Cês diz que nosso pau é grande. Espera até ver nosso ódio”. Amém.

A produção é do Laboratório Fantasma em parceria com a bigBonsai.

PS: E que maravilha ver os filhos de Mano Brown, Domenica e Jorge Dias, no elenco. Clap, Clap!

Complemento colocando talvez o maior dos tapas atuais e que Leonardo possa ter esquecido de mencionar, aquele tapa dado por Barack Obama ao ser o primeiro presidente negro da história da maior potência do mundo.

Enfim, fiquem com a peça:

Cara.