Por: Ricardo Daniel Treis | 3 anos atrás

O compartilhamento foi feito pelo Instituto Jourdan, sendo que os textos e imagens a seguir foram tirados do estudo preliminar feito. A previsão é de um futuro promissor para o lazer na cidade, ainda mais dado que junto a este temos outros dois parques sendo projetados. 🙂

3D_IMAGEM GERAL

Parque Via Verde, perspectiva geral – clique para ampliar a imagem

O Parque Via Verde terá em torno de 26 mil m², oferecendo brinquedos, lanchonete, pista de skate, pista de caminhada e quadras para esportes como vôlei e basquete.

Quanto à realização da obra, é importante constar: o parque já foi apadrinhado pelo deputado federal Mauro Mariani, que se comprometeu a garantir recurso finaceiro. A verba será liberada no início de 2016, prazo até que a Prefeitura termine os trâmites burocráticos que envolvem desapropriação de terreno e finalização do projeto executivo.

3D_parque via verde_rev4_12

Todas imagens do post podem ser vistas em maior resolução, basta clicar. Vale lembrar, este é um estudo preliminar, o que significa que está sujeito a alterações.

PARQUE VIA VERDE – Estudo Preliminar
A atual demanda da população em melhorar a qualidade de vida nas grandes cidades está diretamente relacionada a qualidade dos espaço públicos. Com a criação da Via Verde de Jaraguá do Sul, ainda em estudos, haverá melhora na conexão e fluxo viário da região, porém será criada uma faixa de transição urbana pouco configurada.

3D_parque via verde_rev4_11

A proposta de criar um parque urbano qualifica não só a área local mas também a cidade como um todo, proporcionando um amplo espaço público através da desapropriação de lotes situados em áreas alagáveis e que hoje estão subutilizadas.

Área de locação do parque

Área de locação do parque

Estratégias de requalificação urbanística:
Para o melhor aproveitamento do local e qualificação do entorno foi proposto um parque urbano com diversas atividades e equipamentos com soluções que evidenciam a necessidade de apropriar-se das áreas alagáveis de maneira criativa e sustentável.

implantacao

Planta baixa do parque já mostra parcial da Via Verde implantada

Parque:
Analisando a região em questão, o parque seria um grande polo de atração de pessoas por observar que falta este tipo de espaço urbano nessa região. Criam-se zonas variadas com diversas possibilidades de uso: áreas de sombra, de contemplação da natureza, de equipamentos esportivos e de comércio, além dos percursos para ciclistas e pedestres.

vista-geral

Nesta perspectiva o rio fica ao fundo, após a vegetação

Equipamentos esportivos: quadra poliesportiva, quadra de tênis e quadra de vôlei de areia, pista de skate/patins e aparelhos de treinos funcionais foram propostas para possibilitar a prática de esporte em meio público além da proposta de uma academia, de um parque infantil e de um brinquedo lúdico.

3D_parque via verde_rev4_07

Também foi pensado um local com a possibilidade de exploração econômica como um bar/lanchonete. Na mesma edificação ficam dispostos os sanitários públicos.

vista-geral2

Nesta perspectiva o rio fica à direita, no canto inferior direito

Ciclovia e percurso para caminhadas: Além do lazer, foram pensados como incentivo aos meios alternativos de mobilidade urbana.

3D_parque via verde_rev4_14

Estacionamento de veículos: Destinado à veículos de apoio e para uso em dia de eventos no parque. A materialidade da intervenção busca menor impacto de construção e eficiência quanto a funcionalidade e durabilidade do equipamento. A proposta busca o menor volume de construções visto que podem ocorrer diversas enchentes no local.

3D_parque via verde_rev4_10

A pavimentação é proposta em superfícies permeáveis tanto de vegetação como em concreto drenante e piso intertravado (paver), além de uma ponte e a marcação de caminhos
sem pavimentação que configuram os percursos do parque na área mais próxima ao rio.

vista-geral3

Nesta perspectiva o rio fica no canto superior direito, após a vegetação

A iluminação deve ser diferenciada e eficiente para a vitalidade e segurança no uso noturno do local.

O parque tem como proposta seu fechamento das 23 horas às 5 horas e segurança 24 horas. No projeto existem apenas grandes portões que serão fechados à noite, tendo o seu restante fechado por cercas com características leves, que não limitem a contemplação visual entre eixos.

PANORAMAS – clique nas imagens para ampliar

3D_parque via verde_rev4_05

3D_parque via verde_rev4_06

3D_parque via verde_rev4_15

3D_parque via verde_rev4_09

3D_parque via verde_rev4_08

3D_parque via verde_rev4_15

3D_parque via verde_rev4_16

3D_parque via verde_rev4_18

3D_parque via verde_rev4_19

3D_parque via verde_rev4_20

3D_parque via verde_rev4_21

3D_parque via verde_rev4_23

3D_parque via verde_rev4_24

3D_parque via verde_rev4_25Fica nosso agradecimento especial à arquiteta e urbanista Daniélle Ferreira, e também ao presidente do Instituto, o arquiteto Ronaldo Lima, que possibilitaram o compartilhamento destas informações com exclusividade a vocês. 🙂

Para saber mais sobre os outros dois parques que serão implantados na cidade, clique aqui.