Por: Sistema Por Acaso | 4 anos atrás
Celso Deucher reforçou que movimento tem como princípio ser pacífico e exigir processo democrático. (Foto: Eduardo Montecino)

Celso Deucher reforçou que movimento tem como princípio ser pacífico e exigir processo democrático. (Foto: Eduardo Montecino)

O Movimento “O Sul é Meu País” se reuniu na manhã do último sábado (15) em Jaraguá do Sul para esclarecer suas propostas e conseguir mais apoiadores à causa. O encontro foi realizado na sala do Comércio Varegista, no Cejas (Centro Empresarial de Jaraguá do Sul).

O secretário-geral do Gesul (Grupo de Estudos do Sul Livre) e ex-presidente do movimento, Celso Deucher, explicou o histórico do pedido de separação e apresentou os princípios do grupo ao público presente.

Ao comentar que a principal indignação é referente à falta de retorno dos recursos enviados à Brasília, Deucher destacou que a busca por autodeterminação quer que a maioria do dinheiro gerado fique retido diretamente em cada município. “Se o Brasil fizesse o que deve fazer, tratando-nos de maneira diferente, reconhecendo nossa cultura e retornando 70% dos recursos, nosso movimento talvez não existisse”, destacou em sua palestra.

Para ele, não há outro caminho para o Sul a não ser o da autodeterminação e separação do restante do país. A proposta do grupo é organizar um plebiscito com aprovação do Congresso Nacional ou promover um processo autônomo que registre a manifestação dos habitantes nos três estados. “Vamos tentar com iniciativa popular. Em novembro do ano que vem, estaremos nas ruas”, afirmou.

O secretário-geral reforçou que o grupo rejeita violência ou uso de armas. “Nosso movimento é pacífico e democrático. Quem não concordar com isso, não precisa fazer parte porque vai atrapalhar”, enfatizou.

O empresário Stanley Florencio, um dos apoiadores da causa em Jaraguá do Sul, disse que o encontro atendeu às expectativas da organização. Às 13h, o grupo ainda estava no local do evento discutindo aspectos políticos e econômicos da separação. Segundo ele, cerca de 60 pessoas estiveram presentes durante a realização do encontro.

Via OCP Online.