Por: Gabrielle Figueiredo | 1 ano atrás

A partir desta terça-feira, dia 16, os candidatos aos cargos de prefeito e vereadores estão liberados para utilizarem a propaganda eleitoral nas ruas e na internet (nesta, vedada qualquer forma de propaganda paga). Além disso, eles podem participar de carreatas, distribuir panfletos e usar carros de som das 8h às 22h. Também estão permitidos comícios das 8h às 24h. A campanha segue até 1º de outubro, um dia antes da eleição.

Você conhece quem está concorrendo ao cargo de prefeito e vice em Jaraguá do Sul? Confira um breve perfil e algumas das propostas dos candidatos, divulgadas em entrevista ao jornal O Correio do Povo.

Antídio Lunelli (PMDB) e vice Udo Wagner (PP)

Vindo de uma família de agricultores, Antídio construiu um conglomerado no ramo têxtil com a criação do Grupo Lunelli, em 1981. Udo Wagner foi deputado estadual por dois mandatos, secretário estadual adjunto da Cultura e Esporte e presidente da Scar por 13 anos.

Foto: Divulgação Rádio Jaraguá AM

Foto: Divulgação Rádio Jaraguá AM

Algumas propostas:

A retomada do crescimento e movimentação econômica de Jaraguá do Sul será o foco da gestão de Antídio caso seja eleito. A proposta é criar um ambiente positivo para os negócios e novos empreendimentos, impulsionando o crescimento econômico e a geração de renda e empregos. Entre as áreas prioritárias, estão a mobilidade urbana, gestão da saúde e prevenção de cheias.

Ivo Konell (PSB) e vice Junqueira Junior (PSDC)

Aos 71 anos, Konell é ex-prefeito de Jaraguá do Sul e ex-deputado estadual, tendo somados mais de 30 anos de atuação política no estado. É economista, advogado e administrador de empresas. Junqueira Junior é empresário e radialista, com 27 anos no meio da comunicação.

Foto: Divulgação Facebook/Junqueira Junior

Foto: Divulgação Facebook/Junqueira Junior

Algumas propostas:

O candidato declarou que sua primeira medida será fazer com que sobre recursos na Prefeitura, reduzindo pela metade o número de cargos comissionados, além de compactar secretarias, fundações e autarquias.

Na saúde, quer reduzir o déficit de consultas especializadas; na educação reduzir o déficit do número de vagas nas creches, e na infraestrutura a retomada do projeto de habitação Minha Casa, Minha Vida e do programa de pavimentação Nosso Asfalto.

Jair Pedri (PSD) e vice Marcia Alberton (PSDB)

Formado em Direito, Jair Pedri foi eleito vereador com 4.187 votos na última eleição, se tornando o vereador mais votado até então no município. Marcia Alberton tem MBA em Gestão de Marketing, atuou como secretária de gabinete no governo Durval Vasel e foi pré-candidata a vereadora em 2012.

Foto: Divulgação Rádio Jaraguá AM

Foto: Divulgação Rádio Jaraguá AM

Algumas das propostas:

O compromisso será de oferecer serviço público básico de qualidade, aumentando o número de vagas em creche e de médicos nos postos de saúde, por exemplo.

Em qualquer área do Município, Pedri afirma que sua gestão, se eleito, irá focar naquilo que a população necessita, antes de pensar apenas em números.

Luiz Ortiz Primo (PT) e vice Mario Viana (PT)

Essa é a primeira vez que Ortiz Primo e Viana concorrem a um cargo político. O candidato a prefeito é natural de Curitibanos (SC), formado em Letras, pós-graduado em Vigilância Sanitária, é servidor público há 21 anos na Vigilância Sanitária do município. Foi presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jaraguá do Sul e Região (Sinsep) de 2009 a 2013, e atualmente é presidente da Associação de Moradores do bairro Jaraguá Esquerdo. Mario Viana é projetista industrial, está há oito anos em Jaraguá do Sul e tinha militância anterior em Joinville.

luiz-ortis-e-mario-viana

Foto: Divulgação Rádio Jaraguá AM

Algumas propostas:

A proposta de governo está baseada em três eixos principais: Gestão Democrática e Eficiência do Município, Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Econômico Sustentável e Inclusivo.

No eixo da gestão democrática e eficiência do Município, o partido defende um governo adequado às necessidades políticas, econômicas e sociais, sendo fruto da construção coletiva e participativa.

No desenvolvimento social, o partido assume o dever de servir ao cidadão e propõe instrumentos de participação popular no âmbito das decisões e também do controle administrativo.

No desenvolvimento econômico, a intenção é buscar um meio sustentável, oferecendo condições para a manutenção do crescimento populacional e de renda que preserve os recursos humanos, naturais e financeiros.