Por: Sistema Por Acaso | 9 meses atrás

Há sete anos no mercado oferecendo o que há de melhor na edição de livros, a Editora Camus lançou neste ano uma nova opção de serviço aos escritores que buscam orientação na sua carreira literária. Eles abrangem um atendimento individualizado, análise crítica da obra, Coaching para os Profissionais e cursos de escrita.

Escritora e idealizadora da Camus, Elyandria Silva conta que as propostas surgiram através de uma demanda de autores de diferentes lugares do Brasil que procuravam por essa assistência amplificada. “Há pouco tempo, se um autor quisesse publicar um livro, teria de pagar um valor total que incluiria todo o pacote.

Aqui, ele pode contratar os serviços individualmente e efetuar o pagamento da mesma maneira, parcelando. Primeiro pela revisão, depois a capa, miolo e assim sucessivamente”, explica a proprietária. Além dos livros, textos avulsos podem ser revisados, assim como o processo de registro, diagramação e impressão dos exemplares.

A editora fornece a opção de análise crítica do texto original aos profissionais que desejarem, observando se alterações devem ser feitas para aumentar a empatia do leitor com o livro para o mesmo conquistar destaque no mercado. O autor recebe sugestões e direcionamentos para desenvolver um trabalho de qualidade.

FOTOG_0001_r

Já o Coaching Literário, conforme Elyandria é voltado para profissionais independentes que desejam projetar sua carreira, alavancando seus pontos fortes e aprimorando os pontos fracos. “O processo de Coaching é importante para o autoconhecimento e autodesenvolvimento de pessoas que desejam escrever, mas não se sentem seguras o suficiente para colocar suas ideias no papel e mostrá-las”, enfatiza a escritora. As sessões ocorrem por Skype.

A Camus também promove cursos para ensinar como obter uma boa escrita. Eles podem ser feitos em turma, onde as datas e conteúdos são divulgados na imprensa e na página da editora, ou individualmente, com aulas particulares.

Apaixonada pela literatura desde pequena, Elyandria fundou a Camus com o objetivo de conquistar maior liberdade na edição de suas obras e participação no processo de confecção. “Queria passar para o editor como eu desejava a capa, opinar, fazer ajustes e, principalmente, estar a par de todo o desenvolvimento”, conta. A escritora lançou o seu primeiro livro em 2012. A partir daí, outros profissionais começaram a procurá-la para editar seus textos com a Camus.

Quando criança, ela e sua mãe, que trabalhava como professora, formaram uma pequena biblioteca dentro de casa. “Sempre tive esse incentivo à leitura, com uma forte ligação com as palavras. Já adulta, devido à facilidade na escrita, e também por ser professora, comecei a escrever diversos tipos de textos e trabalhar com produção e revisão profissional”, comenta.

Veja mais no site especial Empreendedores Destaque.