Por: Anderson Kreutzfeldt | 13/10/2014

DANIELA-Liverani (1)

Uma mochileira da Inglaterra trouxe uma lembrança indesejada de suas viagens ao Vietnão: uma sanguessuga de três polegadas presa ao nariz. Daniela Liverani viajava pelo Sudeste da Ásia quando começou a sofrer hemorragias nasais frequentes, mas acreditava não ser nada mais do que um vaso sanguíneo.

Quando a jovem de 24 anos retornou para sua casa em Edimburgo, ela viu algo cutucando sua narina direita, mas novamente se enganou pensando que era apenas um coágulo de sangue. Uma semana depois ela acabou sendo levada às pressas para o hospital e descobriram que a sanguessuga estava “morando” ali por cerca de um mês.

Os médicos utilizaram uma pinça para remover a sanguessuga e segunda Daniela “estavam todos aterrorizados”.

Fonte: The Mirror (UK)