Por: Ricardo Daniel Treis | 3 anos atrás

Conhecido pelo sucesso à frente da Cidadão Quem e Pouca Vogal, Duca Leindecker traz a Jaraguá do Sul o show do disco solo “Voz, Violão e Batucada”.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/rMEA358xA0o” width=”650″ autohide=”1″]

O show será neste sábado, dia 11 de abril, às 20h30, no Centro Cultural da SCAR. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro ou pelo site www.blueticket.com.br.

O show terá set elétrico e acústico e arranjos que privilegiam a qualidade instrumental da carreira de Duca Leindecker, que tocará guitarra, baixo, piano. Para este projeto, Duca chamou os músicos Claudio Mattos (bateria) e Maurício Chaise (baixo).

Ingressos no valor de R$ 60,00 (plateia), R$ 40,00 (mezanino) e meia-entradas para estudantes, menores e idosos.

Mais informações no (47) 3275-2477 e (47) 9645-9230.


Sobre o artista
Duca Leindecker é músico e escritor. Começou sua carreira aos treze anos de idade. De lá para cá construiu uma sólida trajetória como instrumentista, compositor, produtor artístico, e escritor. No início dos anos 90 foi convidado por Bob Dylan para viajar pelo Brasil. Ganhou quatro troféus açorianos de música e seu primeiro livro, A Casa da Esquina, na decima edição, figurou como terceiro lugar na lista dos mais vendidos na Feira do livro de Porto Alegre e é amplamente adotado pelas escolas e universidades.

Foi líder da Banda Cidadão Quem com a qual lançou sete CDs e um DVD. Mais recentemente criou o Pouca vogal, ao lado de Humberto Gessinger da banda Engenheiros do Hawaii. Com o projeto, os dois cruzaram o país na tour do CD e DVD gravado ao vivo em Porto Alegre.

Agora Duca Leindecker volta em carreira solo e traz o disco “Voz, violão e batucada”. Nele junta técnica e inspiração tocando tapping, batucando na caixa do violão, no bombo leguero, no pandeiro e cantando.

As composições são todas inéditas e a parceria com Humberto continua na música Missão. Forma e conteúdo nas dez canções do disco que foi produzido entre Porto Alegre, Rio de Janeiro e Nova York.