Por: Isah Sanson | 7 anos atrás

Google avisa sobre uma adição no algorítmo de busca que o deixa mais interessante para os hipocondríacos de plantão e internautas em busca de informações médicas. Descrever o sintoma será suficiente para que o sistema de busca apresente possíveis doenças que poderiam estar ocasionando a condição médica desagradável.

“Nossos dados mostram que a busca por sintomas geralmente é seguida de uma busca pela condição médica relacionada.” Facilitando a vida do internauta, o Google passa a exibir listagem das possíveis doenças com breve descrição ao lado. E, claro, o usuário pode clicar para saber mais informações sobre o assunto.

De acordo com a empresa, a lista é gerada pelo algoritmo que analisa dados de páginas da web e as relaciona com os sintomas apresentados.

Basicamente, podemos dizer que o Google empregou mais um recurso que tenta adivinhar o que o usuário quer saber. Mais do que pesquisar, a empresa nos últimos tempos se mostra disposta a apresentar respostas para os internautas. É assim quando, na busca em inglês, o usuário digita questão sobre a data de nascimento de algum famoso.

Não pense que o Google se responsabiliza pelas informações apresentadas. “A lista não foi produzida por médicos e claro que não é aconselhamento de especialistas em medicina.” Em outras palavras, tiraram o deles da reta. Qualquer consulta relacionada a condições médicas não é absolutamente livre de erros — às vezes os próprios médicos, em consultados cara a cara, erram no diagnóstico.

Só falta funcionar no Google em português.

Via Tecnoblog.