Por: Ricardo Daniel Treis | 5 anos atrás

Nutricionista Nanda Müller compartilhou esse artigo na timeline ontem, ficai como dica boa pra galera do “Projeto Verão” – ou qualquer leitô que queira um pouco mais de qualidade de vida.

Dormir muito tarde atrapalha o emagrecimento e pode sim engordar. Para produção ideal do hormônios anabólicos e queimadores de gordura, o certo é dormir entre 21h e 23h. Veja o que a falta de sono pode provocar:

• Dormir pouco aumenta a síntese de grelina no estômago, hormônio responsável por sinalizar o consumo alimentar, através do estímulo ao apetite;

• Estimula os ataques noturnos à geladeira (compulsão alimentar) e os desejos incontroláveis de comer;

• Provoca a elevação dos níveis de cortisol, o hormônio do estresse o que representa aumento de tecido gorduroso e redução de tecido muscular, principalmente na região abdominal. Além disso, como o cortisol age contrariamente a serotonina (hormônio do bem estar), o mesmo faz aumentar o desejo incontrolável por carboidratos, principalmente, carboidratos simples, como bolos, biscoitos, doces, etc…;

• Reduz a quantidade da leptina, que é um hormônio produzido proporcionalmente à quantidade de massa adiposa corporal. É um hormônio com função de controlar a ingestão alimentar, através do sinal de saciedade;

• Reduz a quantidade do GH (Hormônio do crescimento) que neste caso, desacelera a queima de gordura corporal e facilita a perda de massa magra. Além disso, o GH é essencial para o crescimento, principalmente de crianças e adolescentes, e colabora na retenção de cálcio a nível ósseo;

• Leva ao sedentarismo devido ao baixo relaxamento e o maior nível de cansaço corporal.